top of page
  • Foto do escritorHurlan Jesus

'Coisas de Menina', Empoderamento e dignidade menstrual em foco

Um movimento juvenil que desafia estigmas e capacita comunidades

Projeto 'Coisas de Menina' sendo aplicado no Colégio Estadual Ana Divanir Boratto, na última sexta-feira (25). Foto: Divulgação


No ano de 2020, durante a fase inicial da pandemia, uma jovem ponta-grossense, chamada Paola Kalva, decidiu dar início a uma jornada de combate à pobreza menstrual no Brasil. Impulsionada pela participação em grupos como o GIRL UP Brasil e o NOSSAS, que buscam empoderar meninas e lutar por igualdade de gênero, Paola reconheceu a necessidade urgente de políticas públicas que promovessem a dignidade menstrual para todas as pessoas que menstruam.


A pobreza menstrual, um tema muitas vezes negligenciado, engloba não apenas a falta de produtos de higiene básica, como absorventes, mas também a ausência de informações adequadas sobre o ciclo menstrual e os cuidados necessários. A falta de acesso a itens básicos de higiene e conhecimento pode afetar significativamente a vida das pessoas que menstruam, levando à ausência na escola e até mesmo à contração de doenças.


Movida pela determinação de fazer uma diferença real, Paola, carinhosamente chamada de Lola, concentrou seus esforços em várias frentes. Inicialmente, seu objetivo era a aprovação de projetos de lei relacionados à pobreza menstrual que estavam engavetados, bem como a implementação da lei federal para distribuição de absorventes em escolas e postos de saúde. No entanto, ela logo percebeu que sua cidade carecia de um projeto de lei voltado para essa questão, o que a levou a entrar em contato com vereadores locais para apresentar sua ideia.


Embora tenha enfrentado desafios e inicialmente não tenha sido levada a sério por ser uma jovem de treze anos, Lola persistiu e finalmente encontrou uma aliada na vereadora Joce Canto. Juntas, elas elaboraram um projeto de lei que estabelecia a Semana da Conscientização sobre o Ciclo Menstrual. Aprovada por unanimidade na câmara em 2021, a lei visa fornecer informações sobre o ciclo menstrual, promover a higiene íntima e combater a pobreza menstrual.

Jovem ponta-grossense, Paola Kalva, vem desenvolvendo o projeto ao longo dos últimos três anos. Foto: Divulgação

Além desse marco legislativo, Lola também criou o projeto "Coisas de Menina". Esse projeto tem como objetivo arrecadar absorventes e promover palestras e rodas de conversa em escolas e instituições sociais, abordando tópicos como menarca, ciclo menstrual, higiene íntima e saúde mental. Através desse projeto, Lola busca não apenas fornecer acesso a itens essenciais, mas também criar um ambiente em que as meninas e mulheres se sintam apoiadas, informadas e empoderadas.


Ao longo de três anos, o projeto "Coisas de Menina" alcançou resultados notáveis. A pobreza menstrual passou a ser discutida abertamente, e o projeto tem conquistado apoio e divulgação crescentes. Escolas e instituições sociais têm solicitado as palestras e ações do projeto, e as meninas envolvidas estão contribuindo ativamente para a distribuição dos absorventes e para a conscientização.


O sucesso de "Coisas de Menina" é um testemunho da determinação de Lola e de todos os que se uniram a ela nessa jornada. Através da educação, empatia e solidariedade, eles estão combatendo a pobreza menstrual, promovendo a sororidade e proporcionando dignidade menstrual a todas as pessoas que menstruam.


Se você quiser apoiar ou entrar em contato com o projeto "Coisas de Menina", pode encontrar Lola nas redes sociais, no Instagram ou entrar em contato pelo telefone (42) 9-9968-4453. As doações são direcionadas a escolas estaduais e instituições sociais que já foram beneficiadas pelo projeto, como Associação de Promoção à Menina (APAM), Casa de Apoio Solar, Casa Sat'Ana e Central Única das Favelas (CUFA).

Projeto 'Coisas de Menina' tem como objetivo arrecadar absorventes e promover palestras e rodas de conversa em escolas e instituições sociais da região. Foto: Divulgação

Comments


bottom of page