• Redação

Nova rodada de debates sobre arte e ciência movimenta UEPG

Atualizado: 24 de ago.

O evento acontece no Hall Tecnológico da Universidade Estadual de Ponta Grossa, em Uvaranas

O evento acontece no Hall Tecnológico da Universidade Estadual de Ponta Grossa, em Uvaranas. Foto: Reprodução


Está programado para esta quinta-feira (25/08/22), a partir das 17 horas, mais uma etapa do 2º Workshop do PPGECEM: Diálogos Arte e Ciência na Pós-graduação. O evento acontece no Hall Tecnológico da Universidade Estadual de Ponta Grossa, em Uvaranas. A Mesa-redonda desta semana intitulada “A importância do olhar na arte e na ciência” fica por conta dos professores doutores Nelson Silva Junior (UEPG), Marcos Danhoni (UEM), tendo como mediador o professor Dr. Sílvio Luiz Rutz, também da UEPG.


Segundo a coordenadora geral do evento, Josie Agatha Parrilha da Silva, professora doutora do Departamento de Artes e do Programa de Pós-Graduação Ensino da Ciência e Educação Matemática, a mesa tem por objetivo discutir a natureza do olhar além de seu aspecto perceptual, visual! “O ato de ver não traduz os amplos aspectos objetivos e subjetivos do olhar. Freud diria que o olhar é o espelho da Alma. Os epistemólogos dizem que o ato de ver é precedido pelos arquétipos que condicionam nossa forma de compreender o mundo”. A Mesa-redonda desta quinta-feira trará discussões do ponto de vista da cinematografia e da epistemologia para uma reflexão conjunta sobre o que é, afinal, o olhar.


O professor de Artes da UEPG Nelson Silva Júnior, um dos convidados da mesa-redonda explica como funcionará o debate: “abordaremos como o ato de olhar define a produção artística, em diferentes linguagens. O papel do olhar do artista como elemento de diferentes contextos culturais e que influenciaram o comportamento humano ao longo da história.”


Para Josie, o 2º Workshop, evento que se estende até setembro e envolve debates teóricos e atividades práticas (oficinas e mostra fotográfica), possibilita a reflexão sobre os conhecimentos artísticos-científicos que estão sendo desenvolvidos pela comunidade acadêmica. Permite ainda “promover reflexões e parcerias entre docentes e discentes de diferentes departamentos e setores”. Em seu ponto de vista “é necessário retomar o caráter inter e transdisciplinar do conhecimento, tão necessário para o ensino, a pesquisa e a extensão no espaço universitário”. Por isso, defende a realização dessas reflexões, procurando-se pelo debate ampliar os horizontes do conhecimento e quebrar paradigmas do processo de ensino e aprendizagem no sistema educacional.

Foto: Divulgação

Da Assessoria