top of page
  • Redação

Estudantes do Colégio Regente Feijó recebem debate sobre direitos humanos

A iniciativa, em parceria com o Conselho Tutelar, ocorre a convite da escola e busca proporcionar espaços de reflexão e conhecimento, além de suprir demandas dos alunos

Nepia-UEPG debate direitos humanos com estudantes do Colégio Regente Feijó. Foto: Divulgação


Estudantes do Núcleo de Estudos, Pesquisa, Extensão e Assessoria sobre Infância e Adolescência da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Nepia-UEPG) estão realizando, nos últimos meses, debates sobrea direitos humanos com alunos do Colégio Estadual Regente Feijó. A iniciativa, em parceria com o Conselho Tutelar, ocorre a convite da escola e busca proporcionar espaços de reflexão e conhecimento, além de suprir demandas dos alunos.

Três encontros foram realizados até agora – em agosto, com a temática cultura da paz; em setembro sobre os temas bullying, racismo e LGBTfobia; e em outubro, com o intuito de apresentar as atribuições do Conselho Tutelar. A próxima atividade, programada para 24 de outubro, será sobre o Sistema de Garantia de Direitos Municipais de Crianças e Adolescentes. Na etapa final do projeto, os alunos terão espaços em sala de aula para compartilhar as informações. As atividades são desenvolvidas pelas acadêmicas e estagiárias Estefany Boiko e Maria Luisa Haas, sob coordenação da professora Danuta Estrufika Cantoia Luiz, do Departamento de Serviço Social. “Esse projeto surgiu como uma demanda espontânea do Colégio em oportunizar espaços de discussão e reflexão junto aos estudantes e, além disso, estimular o protagonismo dos alunos e instrumentalizá-los à multiplicação dos conhecimentos adquiridos durante a realização deste projeto”, comenta Maria Luisa Haas.

Para Estefany, o projeto tem grande relevância social ao ampliar os conhecimentos dos alunos sobre seus direitos, a fim de alertar em quais canais os alunos podem recorrer quando tem algum de seus direitos violados. “Além do mais, esse projeto tem grande significado para a nossa formação como acadêmicas e estagiárias de Serviço Social dentro do Nepia”, explica. A realização das atividades conta ainda com parceria do Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais Aplicadas da UEPG e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA).


Da Assessoria

bottom of page