top of page
  • Foto do escritorRedação

UEPG sedia VI Copene Sul em agosto

Inscrições para apresentações de trabalhos do 6º Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros da Região Sul (Copene-Sul) já estão abertas

A programação conta com reuniões, oficinas, minicursos, sessões temáticas e fóruns. Foto: Divulgação/UEPG


A Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) recebe entre 28 a 31 de agosto de 2023 o 6º Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros da Região Sul (Copene-Sul). O tema do congresso é “20 anos da Lei 10.639/03: desafios e perspectivas da educação básica ao ensino superior”. O prazo para submissão de trabalhos encerra em 05 de junho.


A lei estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira, nas grades curriculares dos ensinos fundamental e médio, e determina a data de 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra no calendário escolar. O evento acontece a cada dois anos, em diferentes instituições do Brasil e visa receber pesquisadores, movimentos negros e/ou outros coletivos sociais e de educação para debater, analisar e refletir sobre o tema, pensando nos desafios e perspectivas de aplicação, monitoramento e avaliação de implementação das políticas estabelecidas.


A programação conta com reuniões, oficinas, minicursos, sessões temáticas e fóruns. A conferência de abertura será ministrada por Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva, professora emérita da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Ela abordará o tema Educação das Relações Étnico-Raciais: Projeto de Sociedade, Projeto de Nação. A palestra de encerramento será por conta de Lucimar Rosa Dias, diretora de políticas étnico-raciais e educação escolar quilombola da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi).


Na UEPG, o evento é coordenado pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Prae). “Tenho uma relação afetiva com o congresso, pois participei desde o primeiro e, após me tornar professora da UEPG, tenho acompanhado a realização dos Copenes nacionais e regionais, levando alunos que participam da graduação, extensão e projetos dos quais faço parte ou coordeno”, relata a pró-reitora, professora Ione Jovino.


O evento marca também os 13 anos do Núcleo de Relações Étnico-Raciais, de Gênero e Sexualidade (Nuregs) e 5 anos da Prae. “É um momento muito propício pra trazer esse tema e poder contar na abertura com a professora Petronilha, pessoa muito importante nos estudos afro-brasileiros, conhecida nacional e internacionalmente pela sua intelectualidade”, celebra Ione, que informa que a programação será diversa para propiciar a realização de debates e aprendizagens.


O evento é aberto para toda a comunidade, e as taxas de inscrições variam conforme graduação, apresentação de trabalhos ou como ouvinte. Para estudantes do ensino médio, a participação é gratuita. As inscrições podem ser feitas pelo link aqui.


Da Assessoria


Comentários


bottom of page