• Redação

Projeto 'Música para Todos' retorna às aulas

Desde 2016, Música para Todos leva música e conhecimento da arte da música para crianças e adolescentes que são atendidos pela Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa

Desde o início da pandemia, em março de 2020, as aulas tornaram-se remotas, mas com o avanço da vacinação, alunos de duas instituições passaram a ter aulas presenciais este ano, no Centro da Música. Foto: Divulgação

No início de fevereiro, dia 8, o projeto Música para Todos retornou às aulas na modalidade online e, também, presencial, o que não ocorria há dois anos. Desde o início da pandemia, em março de 2020, as aulas tornaram-se remotas, mas com o avanço da vacinação, alunos de duas instituições passaram a ter aulas presenciais este ano, no Centro da Música, localizado ao lado da Biblioteca Pública Municipal Profº Bruno Enei. O projeto tem patrocínio da Belgotex e incentivo do Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura (Promific).


Desde 2016, Música para Todos leva música e conhecimento da arte da música para crianças e adolescentes que são atendidos pela Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa. Criatividade, percussão corporal e coordenação motora são trabalhados durante as aulas.


As aulas são ministradas por dois professores. Ricardo Correa, músico e coordenador do projeto, diz que a música desenvolve diversos valores humanos e o projeto leva além do conhecimento de alguns instrumentos para os alunos. “O impacto na música não é apenas esse conhecimento dos acordes, ritmos e melodias, mas também a questão da sociabilidade”, afirma Ricardo.


Profissionais da Vara da Infância e Juventude acompanham o projeto desde seu início e notam a evolução e o desenvolvimento dos alunos que participam do projeto ao longo dos anos. A juíza de direito titular da Vara da Infância e Juventude de Ponta Grossa, Dra. Noeli Salete Tavares Reback, afirma que há uma melhoria tanto no aspecto pedagógico quanto no aspecto psicológico dos alunos. “Percebemos de maneira muito nítida a inclusão que acontece com todos eles, além do olhar de melhoria de vida no aprendizado e profissionalmente para esse tipo de atividade”, completa a juíza.