• Hurlan Jesus

Flicampos é finalizada com diversas apresentações culturais

Foram três dias de evento fazendo “todos os mundos se encontrando” na Biblioteca Municipal de Ponta Grossa

Foram diversas atrações artísticas e culturais de diversos segmentos durante os três dias de evento. Foto: Jean Ferreira

Biblioteca lotada, com presença de pessoas de diferentes gerações e de diferentes grupos culturais, ocupando o mesmo espaço e dividindo o mesmo palco. Foi assim a realização da IX Flicampos (Festival Literário dos Campos Gerais). O evento deste ano teve Palestras, Oficinas, Bate-papos, Lançamentos de Livros, Exposições, Batalhas de Rimas, Concurso de Trovas, apresentação de Djs locais, Grafitagem, Contação de Histórias, Cosplay, Concerto da Orquestra com participação de Rappers, Shows musicais com artistas locais, jogos de RPG, Card Games e Board Games, entre outras atividades.


Ao todo foram três dias de evento, fazendo com que “todos os mundos se encontrassem”. Este era o lema da Flicampos neste ano, que segundo o secretário municipal de cultura, Alberto Portugal, foi atingido, “A cultura é para todos e sobre todos. Ela é o reflexo das interações entre pessoas e movimentos e, pensando nisso, buscamos promover um evento em que a comunidade poderia ter acesso a diferentes manifestações culturais que vão desde a contação de histórias, oficinas de haicais, concurso de cosplay, batalha de rimas e muito mais. Tenho certeza que foi um evento não só de cultura e de entretenimento, mas também de descobrimento de novas linguagens e de conexões entre diferentes mundos e contextos”, afirma o secretário.


O encontro, entre diferentes apresentações culturais ocorreu todos os dias da Flicampos, e no último dia de evento, no sábado (07), não foi diferente. Logo pela manhã teve a apresentação do concerto da Orquestra Sinfônica de Ponta Grossa com participação de rappers da cidade. “Foi um momento marcante e muito importante para a cultura e a música de Ponta Grossa, ver a fusão dessas duas apresentações na Flicampos deste ano é algo memorável”, comenta Carlos Schneider, diretor da Secretaria de Cultura.


Além deste encontro entre músicos, o último dia da Flicampos teve o “Varal das Minas”, apresentação do grupo “Na voz do Vento” com Rosicler Antoniácomi, Silvestre Alves, Morgana Sauka, Mitzie Vedan Ramos e Guilherme Puchta; Espaço Geografia Fantástica; RPG; concurso de Cosplay; Torneio de Card Game; Oficina Poemas Minimalistas: Aldravia, Camolê Casterlove e Camaquiano, com Alana Berti; apresentação de roda de capoeira com a Oficina de Capoeira do Centro Cultural Capoeirando pra Vida com Mestre Dengue; Oficina de Escrita Poética, Coração Marginal com Renata Régis Florisbelo do Centro Cultural Professor Faris Michaele; apresentação musical com “As Kalva – Divas Pop”; além do lançamento do livro infantil “Chiquinho e Tim – aprendendo com as diferenças” de Marivete Souta.


Abaixo você vê alguns registros do último dia da Flicampos deste ano:

Foto: Jean Ferreira