• Redação

Exposição marca abertura da Semana do Patrimônio Cultural

Evento iniciou nesta segunda-feira e segue até o dia 12 de agosto

As atividades da semana foram abertas com a exposição ‘Registros da cidade de Ponta Grossa: corpo e alma’, na Unidade Cultural do Ponto Azul. Foto: Divulgação


A Prefeitura de Ponta Grossa abriu, nesta segunda-feira (8), a Semana do Patrimônio Cultural. Organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, o evento, que vai até sexta-feira (12), tem como tema ‘Ensinar, sensibilizar e preservar’. As atividades da semana foram abertas com a exposição ‘Registros da cidade de Ponta Grossa: corpo e alma’, na Unidade Cultural do Ponto Azul. A solenidade de abertura também contou com apresentação da Banda Escola Lyra dos Campos. “Nossa cidade precisa crescer, mas não podemos esquecer do nosso patrimônio cultural, que é uma peça fundamental para o nosso desenvolvimento”, destacou o prefeito em exercício, Daniel Milla Fraccaro.


O secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal, explica que o objetivo da Semana é chamar a atenção para a importância de preservar o patrimônio cultural da cidade. “Durante o evento, queremos fomentar a pesquisa, a discussão técnica, a sensibilização e a educação patrimonial”, frisa. Assim, a Semana contará com extensa programação, que inclui visita guiada à Mansão Villa Hilda, oficinas, sessão pública de salvaguarda de bens culturais da cidade, entre outras ações.


A exposição ‘Registros da cidade de Ponta Grossa: corpo e alma’ pode ser visitada na Unidade Cultural do Ponto Azul até o dia 31 de agosto. A mostra traz referências visuais sobre a história desta cidade, através de uma exibição de fotografias do Fundo Foto Bianchi e de plantas arquitetônicas presentes no acervo da Casa da Memória Paraná. As duas técnicas de registros, a fotografia e o desenho arquitetônico, são apresentados como documentos, que estão catalogados e preservados na Casa da Memória Paraná. Essas fontes históricas oferecem pistas sobre os modos de vida de Ponta Grossa do século XX, que foi se modernizando com a abertura das ferrovias na região. Os elementos visuais, que são notados em cada fotografia ou desenho, ajudam a entender a cultura visual. Quando pesquisados e articulados com outros documentos, eles auxiliam para caracterizar a história, a arte, a geografia, a economia, a tecnologia, a saúde, o turismo e a cultura em um determinado tempo e espaço da cidade.


Ainda nesta segunda-feira, acontece sessão pública de salvaguarda de bens culturais da cidade, além de entrega do Prêmio Guardiões do Patrimônio-Preservadores, no Cine-Teatro Ópera, às 19 horas. A sessão de salvaguarda abrangerá livro de registro dos sabores – artesanato em palha; livro de registros das formas de expressão – Banda Escola Lyra dos Campos; e o livro de registro dos lugares – devoção em torno do túmulo de Corina Portugal.

Durante todos os dias da semana, acontece visita guiada na Mansão Villa Hilda, em que os visitantes poderão participar da Escolinha do Patrimônio e conhecer o Sótão do Fantasma. Diariamente, há ainda um cronograma de passeio por pontos históricos da cidade com alunos da rede estadual de ensino.


Oficinas

A Secretaria promove ainda uma série de oficinas, que serão ministradas por Melina Pissolato Moreira, um dos maiores nomes da educação patrimonial no Brasil. Os encontros serão no auditório do Centro de Música. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas por meio de formulário on-line. No dia 10, das 13 às 15 horas, o tema da oficina será ‘Educação patrimonial e gestações públicas', direcionada a gestores culturais. No dia 11, das 19 às 21 horas, o tema da oficina será ‘Educação Patrimonial: introdução a conceitos e práticas’, direcionada a estudantes de graduação na área de História, Turismo, Artes Visuais, Arquitetura e Urbanismo, Pedagogia e Comunicação. E, no dia 12, com o tema ‘Educação Patrimonial: reflexões e práticas’, das 14 às 16 horas, a oficina será voltada a professores da rede municipal de ensino de Ponta Grossa. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site da Secretaria de Cultura.



Da Assessoria