• Redação

Egresso garante importante publicação em revista científica

Acadêmico Igor Leal Fontoura faz curso de Jornalismo pela Unisecal e fez publicação de artigo sob orientação do professor Rafael Kondlatsch

Acadêmico Igor Leal Fontoura faz curso de Jornalismo pela Unisecal e fez publicação de artigo sob orientação do professor Rafael Kondlatsch. Foto: Reprodução

Os acadêmicos da UniSecal são constantemente instigados pelos professores a enfrentarem novos desafios, para que possam aprender cada vez mais e para que atinjam novos objetivos de vida. Foi o caso do aluno Igor Leal Fontoura, egresso do curso de jornalismo, que foi apoiado e estimulado pelo professor Rafael Kondlatsch a trabalhar arduamente para garantir uma importante publicação científica, que não apenas pode ajudar na própria carreira do egresso como também tem um peso relevante para toda a comunidade.


O artigo, que foi baseado no trabalho de conclusão de curso (TCC) do acadêmico, é intitulado “A Reportagem em Quadrinhos como Recurso Jornalístico”, e foi publicado na revista científica Movendo Ideias. Segundo Igor, a intenção principal deste trabalho foi trazer à tona a possível relevância dos quadrinhos como um gênero jornalístico relevante, sendo assim mais uma opção para fonte de informações de qualidade.


“Nós vivemos um tempo ímpar na história da humanidade. Temos acesso à informação de maneira muito rápida e temos uma vantagem em relação há 20 anos: hoje podemos selecionar o conteúdo que consumimos. Isso é ótimo e democrático, mas também perigoso, pois pode desviar nossa atenção dos problemas do mundo real”, comenta o egresso da UniSecal. Segundo Igor, essa discussão garante que o jornalismo siga sendo uma ferramenta contemporânea, mantendo um importante papel de transformação social.


Para Igor, TCCs, artigos científicos e afins são uma ótima “escola” para jornalistas, já que para produzi-los é necessário seguir passos muito semelhantes ao de uma reportagem, como por exemplo checar fontes, montar uma história coerente e que mantenha um caráter de transformação social. Ele reforça que estudantes desta área que queiram atuar cientificamente não devem ficar nas próprias zonas de conforto, e agradece ao professor Rafael que o instigou a assumir novos desafios e tarefas, para garantir a publicação deste artigo.


Da Assessoria