• Redação

Corpus Christi: entenda o significado da celebração desta data

A celebração acontece após a solenidade da Santíssima Trindade e por isso é uma festa ligada ao tempo Pascal

Conhecido como um dos símbolos mais famosos do Corpus Christi, os tapetes são tradição na solenidade e remetem à entrada de Jesus em Jerusalém. Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira, 16 de junho, é comemorado Corpus Christi, mas você sabe o que esse dia significa? A data que celebra o corpo e o sangue de Jesus Cristo é antiga na Igreja Católica e começou com o Papa Urbano IV que, em 1264, instituiu a procissão do Corpus Christi. O primeiro momento que levou a criação da solenidade foi o relato de uma jovem religiosa, declarada Santa Juliana, que teve visões de que o Ministério da Eucaristia fosse celebrado. O segundo momento foi o milagre da eucaristia, visto por um sacerdote, que foi considerado um sinal da presença real de Jesus na eucaristia.


A celebração acontece após a solenidade da Santíssima Trindade e por isso é uma festa ligada ao tempo Pascal. Segundo o padre Joel Nalepa, coordenador da Ação Evangelizadora, o Corpus Christi “é a procissão onde nós testemunhamos publicamente a nossa fé, na presença de Jesus na eucaristia”, explica. O padre ainda destaca que esse é o único momento em que a eucaristia sai às ruas.


Conhecido como um dos símbolos mais famosos do Corpus Christi, os tapetes são tradição na solenidade e remetem à entrada de Jesus em Jerusalém. O padre explica que a simbologia destes tapetes se dá pela preparação do caminho para Jesus passar. “Nós preparamos o tapete para que Jesus possa passar com dignidade”, relata.

Corpus Christi em Ponta Grossa

Em Ponta Grossa, a celebração de Corpus Christi acontece há muitos anos, sempre com uma única procissão que reúne todas as paróquias da cidade. Neste ano, a solenidade conta com a participação das 24 paróquias da cidade, além de movimentos, associações e congregações, que somam mais de 30 organizações e mais de 500 pessoas envolvidas na preparação da celebração. Na programação, está prevista que a caminhada tenha início às 14h30 em frente ao asilo São Vicente de Paula.


Uma curiosidade é que todos os anos a Diocese de Ponta Grossa seleciona um tema para a confecção dos tapetes e, em 2022, será ‘Eucaristia: caminhar juntos para a educação e a paz’. Os tapetes são confeccionados a partir deste tema, com a centralidade na eucaristia, mas trazendo também tópicos importantes que estejam acontecendo na Igreja e que pretendem contemplar na celebração.

Música e oração ditam o ritmo da procissão

Flávia Carla Nascimento, coordenadora da Catequese, explica que foi montada uma equipe para fazer a animação da procissão. “Já elaboramos um texto para a animação, para a condução do dia, para ajudar o nosso povo a rezar, a manifestar a nossa fé”, afirma. Durante a caminhada, a equipe de animação e a equipe de música estarão cantando enquanto os fiéis rezam juntos. “O modo como nós participamos é caminhando juntos, ouvindo a transmissão pela Rádio Santana, que através dos veículos distribuídos ao longo do trajeto, ajudam o som a chegar até as pessoas”, acrescenta.

Solidariedade e fé

O padre Joel Nalepa ainda convida a comunidade católica ponta-grossense a participar da celebração de Corpos Christi no município. Ele afirma que a população poderá se sentir mais próxima a Jesus e, ao mesmo tempo, ajudar pessoas carentes; já que serão recolhidas doações de alimentos não perecíveis para quem está passando por necessidades. “Portanto, também este convite para participação no sentido espiritual e também no gesto de caridade que cada um pode fazer nesse dia”, ressalta.


Por Deborah Kuki (comVc)