top of page
  • Foto do escritorRedação

Cecon Nova Rússia oferece aulas de inclusão digital para pessoas idosas

Os interessados em participar dos grupos de inclusão digital devem se inscrever na sede do Cecon Nova Rússia, localizada na Praça Getúlio Vargas

Cecon Nova Rússia oferece aulas de inclusão digital para pessoas idosas . Foto: Divulgação


Para quem tem 60 anos ou mais a internet é um mundo cheio de possibilidades, mas também de perigos. Lidar com computadores e smartphones, muitas vezes, é um desafio. Pensando nisso, a Fundação de Assistência Social de Ponta Grossa, por meio do Cecon Nova Rússia, aderiu ao Programa Viver, do Governo Federal, que oferta aulas de inclusão digital para pessoas idosas.

Os grupos se reúnem semanalmente nas terças e quintas, às 8h30, na sede do Cecon Nova Rússia. “Os temas abordados incluem o uso da internet, da segurança na era digital, o que são fake news, os diversos tipos de golpes, bem como orientações e meios para não cair nestas situações. O conteúdo é abordado de forma direta e de fácil entendimento”, explica Marlene Stelle, que é coordenadora do Cecons.

A dona Maria de Lurdes Lopes Marques é uma das alunas e afirma que passou a se sentir mais segura depois que começou a frequentar as aulas. “É importante a gente se atualizar. Antes, eu tinha um pouco de receio porque não sabia direito como funcionava. Agora posso imprimir boletos sozinha, sem medo de errar”, revela Maria.

Os interessados em participar dos grupos de inclusão digital devem se inscrever na sede do Cecon Nova Rússia, localizada na Praça Getúlio Vargas, S/N. Ainda há vagas disponíveis. Mais informações são disponibilizadas pelo telefone (42) 3220 1065 – Ramal 2080.


Cecon no Parque Histórico de Carambeí

A visita dos participantes das atividades do Cecon Nova Rússia ao Parque Histórico de Carambeí foi realizada no período da manhã e da tarde, no último dia 23. Divididos em dois grupos, os visitantes foram recebidos pelo guia do parque e puderam ver de perto as importantes heranças culturais das famílias holandesas que fundaram Carambeí e o quanto essa cultura se faz presente em nosso dia a dia.

Tanto pela manhã quanto na parte da tarde, teve piquenique partilhado com comidinhas gostosas, roda de conversa, cantoria e muita alegria. "Um passeio que nos lança numa viagem no tempo, pela qual podemos entender e acolher diferenças, absorver conhecimentos e entender que em uma sociedade, conseguimos aceitar e conviver com todos, sem distinções, e que muito do que somos, tem sempre um pouco do outro que deixou suas marcas", avalia Thiago Pauluk, musicoterapeuta que acompanhou o passeio dos grupos.

Grupos do Cecon Nova Rússia visitam o Parque Histórico de Carambeí na última semana. Foto: Divulgação

Da Assessoria





Comments


bottom of page