top of page
  • Foto do escritorRedação

Autor lança livro "Centenário da Comarca de Ponta Grossa"

Com quase 500 páginas e 14 anos de pesquisa exaustiva, a obra de Peter Lapezak será apresentada no dia 4 de novembro às 15h no SESC/Estação Saudade

Lançamento da obra de Peter Rudi Lapezak, acontece no próximo sábado (04) no Sesc Estação Saudade. Foto: Hurlan Jesus


Peter Rudi Lapezak, um ponta-grossense formado em Direito e História, está prestes a lançar seu mais recente trabalho, o livro "Centenário da Comarca de Ponta Grossa 1880-1980". Com quase 500 páginas e 14 anos de pesquisa exaustiva, a obra será apresentada no dia 4 de novembro às 15h no Sesc/Estação Saudade. Peter Lapezak, um pai de três filhos e avô de duas netas, aposentado da Telepar, dedicou-se a esse projeto com paixão e dedicação.

A obra começa com uma citação inspiradora de Charles Chaplin: "Chega um momento em sua vida em que você sabe quem é imprescindível para você, quem nunca foi, quem não é mais e quem será sempre." Essas palavras refletem o profundo amor de Peter por Ponta Grossa, a força motriz por trás de sua jornada para contar a história da comarca ao longo de cem anos.

Segundo o autor, em 2030 a Comarca de Ponta Grossa completará 150 anos, e até agora, não havia uma obra que traçasse a jornada do Poder Judiciário passo a passo. As obras que abordam a história da região muitas vezes dão pouca atenção ao Poder Judiciário. Peter Lapezak acredita que é importante deixar esse legado para as futuras gerações, compartilhando histórias de vida que merecem ser contadas.

Ao longo de sua pesquisa, Peter explorou registros, fotos e documentos em diversos locais, como igrejas, cartórios, bibliotecas, cemitérios, universidades e acervos pessoais de parentes de entrevistados. Ele se considera um peregrino em busca de revelações que contam a trajetória de Ponta Grossa, desde os primeiros dias de povoamento até seu centenário em 1980.

Quando questionado sobre o que o motivou a pesquisar e destacar tantos nomes e figuras do judiciário local, Peter respondeu: "Eu amo Ponta Grossa e, sendo bacharel em Direito, desejei que minha pesquisa incansável respondesse às minhas perguntas sobre o cenário muitas vezes oculto do judiciário nos Campos Gerais".

O livro apresenta o registro de 149 personalidades que tiveram influência no Poder Judiciário durante aquele período de 100 anos. Destas, 148 eram homens, e apenas uma mulher se destacou nesse cenário: Dra. Walquyria Moreira da Silva Naked, que, após a morte de seu marido, se estabeleceu brevemente em Ponta Grossa e foi nomeada promotora. Ela também foi a primeira mulher a ser inscrita na Ordem dos Advogados do Brasil na região.

O autor compartilhou que uma das maiores dificuldades que enfrentou durante a produção do livro foi a falta de cuidado com as fontes de informações para registros posteriores. Sem fontes confiáveis, não é possível escrever sobre a história de maneira precisa.

O prefácio do livro foi escrito por Luiz Fernando Cheres, também advogado, escritor e licenciado em Letras, e membro da ALCG. Ele elogia o trabalho de Peter, destacando que o pesquisador conseguiu revelar a vida de personagens do passado, situando-os em seus contextos e dilemas com sobriedade, sem endeusar nem julgar. A narrativa histórica destaca homens e mulheres que lançaram as bases para a comunidade atual dos Campos Gerais. Peter Lapezak está ansioso pelo lançamento de seu livro e espera que ele se torne um valioso acervo e uma fonte de pesquisa e referência para o Judiciário da Princesa dos Campos Gerais.


Serviço:

Evento: Lançamento do livro "Centenário da Comarca de Ponta Grossa 1880-1980"

Data: 04 de novembro

Horário: 15h

Local: Sesc Estação Saudade

Endereço: Rua Fernandes Pinheiro, 77 - Centro, Ponta Grossa - PR

Foto: Divulgação



Kommentare


bottom of page