• Redação

Stanley lança making off do clipe Gust

A ideia do rapper é lançar o making off para divulgar a produção e logo em seguida o clipe

A proposta do rapper é lançar o making off do clipe para mostrar ao público como ele foi produzido e em seguida lançar o clipe. Foto: Divulgação

Stanley é uma das mentes mais ativas em Ponta Grossa quando o assunto é produção musical. Durante a pandemia do Covid-19, o rapper não deu trégua e manteve-se na ativa. Produziu EPs, clipes, fez participações e buscou e revelou parceiros. Um dos seus trabalhos mais importantes é o solo Mixtape Expec, lançado em setembro de 2020 e que contou com a participação de vários artistas locais. A última dele, que deve estar em breve nas principais plataformas de streaming é a produção para o clipe para o single Gust, que faz parte do EP Rugas. A música já está no Spotify e pode ser vista no canal Youtube.


A proposta do rapper é lançar o making off do clipe para mostrar ao público como ele foi produzido e em seguida lançar o clipe. Em Gust, Stanley mostra a sua introdução no rap desde o sonho de criança na quebrada até a sua realização nos dias atuais. “Só correndo alcança o futuro, o presente pra mim é tudo”, é um dos versos iniciais da composição e nele o autor já deixa claro a que veio. Para mostrar sua história no clipe, Stanley conta com um elenco de meninos, em que ele é representado pelo sobrinho Wellington. As locações são as casas simples da periferia e todo o entorno delas.


Uma das passagens é no Estúdio Fabrick, do também rapper Gueg, um dos pioneiros do estilo em Ponta Grossa. Com Gueg, Stanley gravou seus primeiros trabalhos no início da carreira. “Quero mostrar que eu tive um sonho e que na trajetória recebi ajuda de muitas pessoas. O Gueg é uma delas”, diz o músico.


Segundo Felipe Hoffmann a intenção é passar no clipe a ideia de positividade, de alguém que teve um sonho, chegou onde queria e se tornou um dos rappers mais conhecidos e respeitados da cidade. Para representar este clima de energia e positividade, na iluminação são utilizadas luzes de cores vibrantes, como o amarelo e o azul. Stanley vai pela mesma linha de raciocínio do produtor. “O objetivo é esse, mostrar que a gente pode sonhar, fazer com que isso se torne realidade e chegar lá”, acrescenta o rapper.


A captação de voz está a cargo da produtora Tomba Lixo Rec, mix e master THC, de Natal (RN), produção Haiku Beats, de Ponta Grossa (PR) e gravação do clipe, Felipe Hoffmann. A produção do making off é de Danilo Gabriel, com roteiro de Gustavo de Oliveira.


Da Assessoria