top of page
  • Foto do escritorHurlan Jesus

Sesc Estação Saudade, transformação cultural em Ponta Grossa

Resgatando raízes, a transformação da Estação Saudade pelo Sesc

A cultura sendo revivida com o renascimento da Estação Saudade pelo Fecomércio Sesc Senac. Foto: Hurlan Jesus

Em meio às colinas ondulantes da cidade de Ponta Grossa, um edifício centenário carrega consigo a memória e a transformação do município ao longo das décadas. Construído em 1899, o prédio da Estação Saudade se ergue como um monumento ao auge do ciclo das ferrovias, um período que moldou o desenvolvimento da cidade e trouxe consigo a promessa de conexão e progresso. No entanto, o passar do tempo não foi generoso com esse símbolo histórico, que viu seu esplendor inicial murchar em face de violações, pichações e até atividades criminosas no início da década de 2010.


Entretanto, a história da Estação Saudade tomou um novo rumo com a chegada do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, uma entidade comprometida com a transformação social e cultural das comunidades em que atua. Em maio de 2017, um marco foi alcançado quando a escritura pública de concessão da Estação Saudade ao Sesc Paraná foi assinada em conjunto com a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa. Esse acordo não apenas marcou o início de uma restauração física, mas também representou a reafirmação do compromisso em preservar a história e catalisar a revitalização cultural da região.

Patrimônio Histórico estava sofrendo pichações e violações no início da década de 2010. Foto: Arquivo Sesc



As questões burocráticas giraram até que, em fevereiro de 2019, as obras de restauração do edifício finalmente puderam ser iniciadas. E então, no emblemático dia 16 de dezembro de 2019, exatamente 120 anos após sua inauguração original, as portas do "Sesc Estação Saudade" foram abertas ao público, marcando um novo capítulo na vida desse icônico monumento.


Desde então, o espaço revitalizado se transformou em uma efervescente referência cultural para Ponta Grossa. Palco de inúmeros eventos, a antiga estação ferroviária viu ressurgir o brilho em seus corredores, com apresentações de dança, teatro e música. Nas prateleiras, lançamentos de livros de escritores locais ecoam as vozes literárias da região. O espaço não apenas abriga exposições de artistas locais em sua Plataforma de Trem, mas também engloba uma biblioteca, uma sala de espetáculos, uma sala de artes visuais, uma sala de dança, uma sala de música, um espaço para café aos visitantes, e até mesmo um museu ferroviário, testemunho vivo da era das locomotivas.

Mensalmente, a plataforma do Sesc Estação Saudade recebe exposições, e apresenta de forma gratuita para a população. Foto: Hurlan Jesus

Entretanto, a atuação do Sesc Estação Saudade vai além do seu papel como palco cultural. A entidade oferece cursos acessíveis à população, desde balé clássico até aulas de canto, teatro e dança, enriquecendo as vidas dos moradores locais por meio da educação artística. Esse compromisso com a formação e a expressão também é evidenciado em cursos de desenho, para públicos infantil e adulto, trazendo à tona talentos escondidos e incentivando a criatividade.


Memórias vivas

A transformação da Estação Saudade, concretizada pelo Sesc Paraná, não apenas revitalizou o prédio centenário, mas também reacendeu memórias enraizadas em gerações. Segundo Nelson Silva Júnior, Diretor de Assuntos Culturais da Proex/UEPG, o espaço ressoa com um passado que se entrelaça à vitalidade artística e cultural atual:


"O Sesc conferiu ao prédio da Estação Saudade uma nova vitalidade, infundindo-o com arte e movimentos culturais que agora fluem através de sua plataforma. A estação resgata as origens da cidade e evoca a memória de quantas pessoas já pisaram ali, dando os primeiros passos em Ponta Grossa. Observar a renovação desse espaço é como testemunhar um renascimento, com adições como um café acolhedor, eventos culturais diversificados, festivais de cinema e teatro, uma rica biblioteca e exposições de variados temas". (Professor Nelson Silva Júnior, diretor de assuntos culturais da Proex/UEPG).

Professor Nelson, também se emociona, ao lembrar momentos marcantes de sua vida na Estação décadas atrás, "Minhas conexões pessoais com o prédio também têm um caráter emocional. Na infância, chegava à cidade por essa mesma estação, vindo de Mafra-SC. A viagem de trem era encantadora e memorável, e aquela estação marcava o ponto de chegada. Ao estar lá hoje, essas recordações ganham vida de maneira especial. O Sesc Estação Saudade se estabeleceu como um ancoradouro para a produção e fruição cultural e artística na cidade. Sempre que conduzo visitantes, a excursão inclui esse espaço singular, uma verdadeira joia que embeleza Ponta Grossa".

Professor Nelson (ao centro) com seus alunos do curso de Artes Visuais na plataforma do Sesc Estação Saudade. Foto: Arquivo Pessoal


Autoridades locais destacam a relevância do Sesc Estação Saudade

O Reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Professor Miguel Sanches Neto, destacou para o CulturAção, a relevância do Sesc Estação Saudade como o núcleo cultural e histórico de Ponta Grossa. O prédio, situado na principal estação ferroviária do interior paranaense, simboliza não apenas a conexão entre diferentes regiões, mas também a evolução do espaço físico para um epicentro de expressão cultural e educação nos Campos Gerais.


"O Sesc Estação Saudade, é um centro cultural, porque congrega todos os tipos de atividades dentro deste espaço, que deixou de ser um espaço de viagem física para ser um espaço de viagem na cultura e na educação na região dos Campos Gerais. Portanto, duplamente centro da nossa cidade é o Sesc Estação Saudade: um lugar fundamental para a cultura ponta-grossense". (Professor Miguel Sanches Neto, reitor da UEPG).

O Secretário de Cultura, Alberto Portugal, ressaltou o impacto significativo da ocupação do imóvel histórico da Estação Saudade pelo Sesc. Ele enfatizou que essa iniciativa não apenas marca o início de uma nova fase na preservação do patrimônio cultural da cidade, mas também na administração da cultura local.


"Nós acreditamos que o Sesc, quando passa a ocupar o imóvel histórico da Estação Saudade, um dos mais importantes cartões postais da cidade de Ponta Grossa, não só inicia uma nova página na preservação do patrimônio cultural da cidade de Ponta Grossa, como também na gestão da Cultura na cidade ". (Alberto Portugal, secretário de Cultura de Ponta Grossa).

A Prefeita de Ponta Grossa ressaltou para o CA, a importância significativa do Sesc Estação Saudade como um presente valioso para o centro da cidade. Ela enfatizou que desde a ocupação do espaço pelo Sesc Senac, uma transformação notável ocorreu no local.


"O Sesc Estação Saudade é um grande presente para o coração da nossa cidade, porque desde o momento o Sesc Senac estão utilizando o espaço da Estação Saudade, eles trouxeram para nós e para toda a área do entorno quadrilátero histórico da nossa cidade, a volta da dignidade das pessoas, porque era uma área degrada, uma área feia e com a revitalização e a ocupação do espaço, tudo mudou. É uma nova história, antes e depois da chegada do Sesc no Estação Saudade para a nossa cidade". (Elizabeth Schmidt, prefeita de Ponta Grossa). 

Personalidades do cenário cultural e político de Ponta Grossa, destacam a importância do Sesc Estação Saudade. Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Estação Saudade, agora como o Sesc Estação Saudade, personifica a resiliência histórica e a visão de futuro de Ponta Grossa. Enquanto celebra 75 anos de dedicação à transformação cultural, o Sesc Paraná continua a escrever novos capítulos na história dessa comunidade, lembrando a todos que o passado é um alicerce sólido para a construção de um amanhã vibrante.

Sesc Estação Saudade, o espaço revitalizado se transformou em uma efervescente referência cultural para Ponta Grossa. Foto: Hurlan Jesus


O Sesc Preservando o Patrimônio de Ponta Grossa

Após a revitalização da Estação Saudade pelo Fecomércio Sesc Senac PR, agora é a vez da preservação da icônica Maria-Fumaça. Este valioso patrimônio da cidade, pertencente à União, tem sido alvo de vandalismo desde sua última intervenção, realizada em um esforço conjunto com o Exército, a Prefeitura Municipal e empresas locais em 2019. No entanto, a locomotiva está prestes a encontrar um novo abrigo seguro no Sesc Estação Saudade, com apenas alguns detalhes burocráticos a serem resolvidos.

Imagem da Maria Fumaça após última intervenção em 2019, atualmente o patrimônio sofre com o vandalismo. Foto: Divulgação PMPG


O Sesc, já conhecido por transformar espaços históricos em polos culturais vibrantes, agora está próximo de resgatar a Maria-Fumaça do vandalismo, garantindo sua proteção e manutenção adequada. Este passo reafirma o compromisso do Sesc com a preservação do patrimônio e a promoção da riqueza cultural de Ponta Grossa, abrindo caminho para que a locomotiva seja apreciada pelas gerações futuras em um ambiente seguro e coberto. Este é mais um capítulo de sucesso na história do Sesc Estação Saudade, um espaço que celebra o passado e investe no futuro cultural e histórico da cidade, enriquecendo a vida cultural e artística local e perpetuando uma herança rica e atemporal.


Por Hurlan Jesus

Comments


bottom of page