top of page
  • Foto do escritorHurlan Jesus

Projeto de Hip-Hop é aplicado na Escola Estadual Ana Divanir Borato

Atualizado: 15 de nov. de 2023

Projeto de Hip-Hop Transforma Escola Estadual Ana Divanir Borato em Palco de Criatividade e Expressão

No registro estão Amanda Ribeiro, Valéria Marques, Vinícius Oliveira, Nicolas Lopes e Jonathan Salem. Foto: Divulgação


No último sábado (11), a Escola Estadual Ana Divanir Borato, se transformou em um verdadeiro centro de expressão artística e cultural com a realização do projeto "Escola de Rap". Idealizado por Jonathan Alexcyr Garces Gamarra e Salem, músico e engenheiro de produção, juntamente, o projeto busca integrar a cultura hip-hop ao ambiente escolar, oferecendo oficinas abrangentes que vão desde desenho e teatro até canto, rap e dança.


Com 15 alunos inicialmente interessados, o projeto teve início na Escola Ana Divanir, onde foram realizadas oficinas de desenho, graffiti, rap e dança (break). Jonathan, que já gravou músicas e desejava aplicar seus conhecimentos nas escolas, vislumbra estender o projeto para mais 10 colégios da cidade, ampliando o alcance e impacto do hip-hop na educação. Projeto foi inscrito em editais municipais e nacionais para serem aplicados nos colégios. O objetivo futuramente é incluir oficinas de teatro e música.


A oficina de Desenho/Graffiti, ministrada pela instrutora Amanda Ribeiro, conhecida como Diamands, proporcionou aos alunos uma experiência única de integração entre arte e educação. Durante o workshop, conceitos fundamentais do desenho foram explorados, desde o planejamento do espaço até técnicas para manipular lápis e borrachas. Os participantes foram introduzidos aos elementos da Arte Urbana, expressando sua criatividade por meio de cores e formas.


Sheren Maciel de Campos, uma ativista pelos direitos das mulheres e empreendedora da moda urbana, compartilhou sua jornada dentro do hip-hop. O movimento, segundo ela, transformou sua vida, fornecendo ensinamentos valiosos para enfrentar obstáculos da realidade periférica e adolescência. Hoje, ela é uma peça fundamental no movimento "Banca Somos um Só" desde 2021 e contribui ativamente para o cenário cultural de Ponta Grossa.


O projeto "Escola de Rap" vai além das oficinas, buscando transformar os alunos em protagonistas de suas próprias criações. Com o objetivo de dar voz e visibilidade aos estudantes das escolas parceiras, o projeto visa abordar temas relevantes à realidade escolar, como bullying para o Ensino Fundamental, e valorização do corpo e mente para o Ensino Médio.


A finalidade do projeto é clara: integrar a arte e música na vida das pessoas, promovendo o desenvolvimento pessoal e social dos participantes. Além das oficinas, está previsto um evento especial com shows de artistas locais representantes do hip-hop, feiras de brechó, e a apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos ao longo do ano.


O projeto "Escola de Rap" não apenas enriquece a experiência educacional, mas também destaca o talento e a criatividade dos jovens envolvidos, promovendo a cultura hip-hop na região de Ponta Grossa. Com a iniciativa dos rapers da cidade e a colaboração de instrutores dedicados, a Escola Estadual Ana Divanir Borato se torna um palco de criatividade e expressão, onde o hip-hop transcende o ritmo para se tornar uma ferramenta de transformação e empoderamento.

Oficina de desenho/grafitti foi realizado com os alunos através do projeto 'Escola do Rap'. Foto: Divulgação


Comments


bottom of page