top of page
  • Foto do escritorRedação

Projeto “Assim Nasce um Escritor” leva oficinas textuais a escolas municipais

Além das oficinas, alunos envolvidos no livro impresso organizam sessão de autógrafos na escola municipal Maria Laura

Projeto “Assim Nasce um Escritor” leva oficinas textuais a escolas municipais. Foto: Divulgação


Acontece nesta sexta-feira, dia 17, às 14h, uma tarde de autógrafos na Escola Municipal Maria Laura Pereira com os alunos do 5° ano envolvidos no projeto ‘Assim Nasce um Escritor’, organizado pela escritora Dione Navarro.  O livro impresso, produzido pela editora ABC Projetos Culturais, apresenta 92 textos de alunos de quatro escolas do município, que também passaram por oficinas. Os conteúdos expostos nas páginas do livro foram selecionados, revisados e organizados.


Assim Nasce Um Escritor é uma iniciativa que tem como proposta aproximar crianças das escolas municipais e estaduais do mundo da literatura. O projeto é contemplado pelo Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura (PROMIFIC), por meio de destinação de IPTU pela empresa Continental do Brasil. Aproximadamente 150 alunos participaram das oficinas, para aprender quatro tipos de gêneros textuais diferentes: poesia, trova, haicai e crônica.


Na última semana aconteceram oficinas de haicai e trovas envolvendo alunos da Escola Municipal Zahira Catta Preta Mello e da Escola Municipal Professora Maria Coutin Riesemberg. As atividades envolveram uma introdução sobre o gênero textual e a produção de haicais dos alunos presentes em sala de aula. Elas foram ministradas pela escritora e idealizadora do projeto Dione Navarro.


Uma das crianças participantes é Daffny Ferreira Martins, de 9 anos. Ela é aluna da Escola Municipal Zahira Catta Preta e revela seu gosto pela escrita. “Geralmente, gosto de escrever histórias e até já escrevi uma sozinha”, conta. Daffny explica que se inspira na natureza para seus poemas. “Eu tiro inspiração da natureza e de vez em quando, eu tiro dos animais, porque gosto de escrever sobre eles”, afirma.


A escritora Dione Navarro aponta que a iniciativa gera aproximação das crianças com os autores. “Sempre para a criança, o autor está muito longe, um ser estratosférico. E a intenção é aproximar a criança do autor, mostrar que ela tem as mesmas aptidões de quem ela lê e folheia nos livros”.


Dione defende que o projeto também pode revelar novos talentos. “Muitos talentos são revelados a cada oficina pois a criança se sente parte da história. Ela descobre nela habilidades que passam para o papel, se transformam em um novo poema e ela vê a possibilidade de ela também ser um novo autor”, pontua.


Além da Escola Municipal Zahira Catta Preta e da Escola Municipal Professora Maria Coutin Riesemberg, também participaram a Escola Municipal Prefeito Dr. Plauto Miró Guimarães, Colégio Estadual Monteiro Lobato, Colégio Estadual General Osório e Escola Municipal Prefeito Dr. Plauto Miró Guimarães.


Da Assessoria

Comentarios


bottom of page