top of page
  • Foto do escritorRedação

Ponta Grossa inaugura ‘Museu Municipal’ nesta terça-feira

Atualizado: 13 de set. de 2023

Local ficará na Mansão Vila Hilda; comunidade poderá utilizar o local histórico nos próximos dias

Ponta Grossa inaugura ‘Museu Municipal’ nesta terça-feira. Foto: Divulgação/PMPG

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (PMPG), através da Secretaria Municipal de Cultura, inaugura nesta terça-feira (12) o Museu Municipal Aristides Spósito, que funcionará na Mansão Vila Hilda. A solenidade de inauguração acontece a partir das 16h30, com a presença da prefeita Elizabeth Silveira Schmidt (PSD) e do secretário municipal de Cultura, Alberto Portugal. A entrega do museu para a comunidade faz parte da programação dos 200 anos de Ponta Grossa.


“A Vila Hilda é um espaço muito importante, faz parte da identidade local e é um dos prédios mais icônicos de Ponta Grossa. Como Museu, a Mansão estará aberta para a visitação de toda a comunidade”, ressalta o secretário municipal Alberto Portugal.


A Vila Hilda foi totalmente revitalizada para receber mais esta unidade de cultura da cidade, recebeu obras de pintura externa e investimentos na iluminação. Ela abrigará, entre outras peças, parte do acervo do antigo Museu Época, fechado em 2016, que foi doado pela família de Aristides Spósito (que dá nome ao museu), falecido em 2019. Spósito criou e manteve o Época até seu fechamento.


O secretário Alberto Portugal lembra que o Museu Municipal fará parte de um complexo cultural mais amplo, já que funcionará no mesmo espaço onde já se encontram a Escolinha do Patrimônio e a Casa da Memória. Com isso, além da visitação, também se destacará como importante espaço de pesquisa e conhecimento.


Vila Hilda

Com influência da arquitetura francesa, neoclássica e art nouveau, a Mansão Vila Hilda é uma das mais belas e importantes edificações de Ponta Grossa. Foi construída em 1926 por Alberto Thielen, industrial e comerciante da cidade, proprietário da Cervejaria Adriática, portanto, está perto de completar 100 anos. O casarão possui dois pavimentos.


No seu interior, conta com pinturas que retratam paisagens e motivos europeus e locais. “Por isso, não só o acervo do museu, mas a própria construção é uma obra a ser admirada”, considera o secretário Alberto Portugal.


Por muitos anos, a Mansão foi sede da Biblioteca Pública de Ponta Grossa. Em 1990 foi tombada pelo Patrimônio Cultural do Paraná. Até outubro do ano passado, sediava a Secretaria Municipal de Cultura.


Da Assessoria


bottom of page