• Redação

Instituto Pegaí disponibiliza mais um título para o público infanto-juvenil

Livro de Célia Cris Silva que teve sua primeira edição publicada em 2009 traz tema atemporal e importante para os dias atuais

Instituto Pegaí disponibiliza mais um título para o público infanto-juvenil. Foto: Divulgação



A Fantástica Fábrica de Livros do Instituto Pegaí Leitura Grátis continua a todo vapor. Na semana das crianças o livro “Orelha, nariz, barriga e bumbum: quer mudar algum?” é o título que invade as estantes do projeto. De autoria de Célia Cris Silva, o livro conta a história de uma galerinha cheia de complexos e inseguranças. A vulnerabilidade em relação a aparência física faz com que eles busquem nas intervenções cirúrgicas a solução para tratar dos seus problemas. “Eu vivi muito do que está no livro. Sofri bullying, agressões físicas por conta da obesidade e desenvolvi um complexo horrível. Tinha vergonha da minha aparência e cheguei ao ponto de não querer mais sair de casa. Vejo isso acontecer com crianças, jovens e adultos o tempo todo”, comenta a escritora, que também é professora.


Mesmo com um tema complexo para tratar com as crianças, a autora consegue retratar a história com autenticidade e a responsabilidade que o assunto exige. Aliás, é importante destacar as pitadas de humor e poesia que ela utiliza na fórmula da narrativa. “Sempre que posso, busco fortalecer a autoestima das crianças, para que consigam superar e sobreviver a tantos preconceitos. É terrível viver num mundo que nega o seu direito de viver em paz com você mesmo. O preconceito é uma chaga que se desenvolve numa sociedade adoecida, alimentada pelo egoísmo e pelo orgulho”.


Mas não é só as crianças que tendem a gostar da leitura. Segundo a autora, é comum que os adultos se identifiquem em algum momento com o livro. “Vejo isso em minhas rodas de leituras. Hoje, com mais estabilidade emocional e autoconhecimento, percebo o quanto tentei compensar um vazio interior com a busca por uma aparência “dentro dos padrões” e consigo identificar muitas pessoas também buscando preencher vazios da alma e curar feridas com a busca por uma aparência perfeita”.


Fã de redação, a leitura e a escrita sempre estiveram presentes na vida da autora, que desde criança soltava a imaginação para produzir suas histórias. Hoje, ela já acumula em seu portfólio 11 livros publicados, duas coleções didáticas e uma paradidática. Além disso, faz parte do “Coletivo Era Uma Vez”, um grupo colaborativo de escritores e ilustradores de literatura infantil e juvenil, que atua e produz em Curitiba para leitores de toda parte, e tem a missão de contribuir na formação de novos leitores e tornar a literatura mais visível e acessível. “Eu sou um “bicho literário” e ficava perdida quando tinha de participar de algum evento comercial. Com o Coletivo comecei a aprender, com quem já tinha experiência nisso, a me fazer presente. Trocamos ideias, dicas, nos socorremos. Um coopera com o outro. É um grupo incrível. Adoro!”.


Os seis mil exemplares impressos de “Orelha, nariz, barriga e bumbum: quer mudar algum?” já estão disponíveis nas 69 estantes do Pegaí e também no projeto Alimentando Mentes. A viabilização das impressões do livro foi obtida por meio da Agência Ade, M2 Gráfica Rápida e Quiver. As empresas BO Paper Brasil Indústria de Papel e Papirus Indústria de Papel, doaram respectivamente o papel usado no miolo do livro e o papelcartão utilizado na capa dos exemplares. Também foram utilizados recursos provenientes do Programa Nota Paraná, através dos cupons fiscais doados por pessoas físicas para a campanha ‘Transforme seu cupom sem CPF em Leitura”.


Da Assessoria