top of page
  • Foto do escritorRedação

Almir Sater se apresenta no Teatro Guaíra no fim de outubro

O estilo de Almir Sater contempla elementos diversos, como as culturas regionais do Mato Grosso do Sul e a pegada sertaneja, que muito lhe influenciaram, e referências a MPB, folk, blues e música instrumental brasileira de raiz

Almir Sater se apresenta no Teatro Guaíra no fim de outubro. Foto: Rei Santos

Almir Sater costuma se apresentar em Curitiba todos os anos, em um show que já se tornou tradicional na agenda de espetáculos da capital paranaense. Desta vez, ele sobe ao palco do Teatro Guaíra em 20 de outubro, trazendo um repertório, que contempla diversos períodos de sua carreira. O público poderá ouvir clássicos como "Tocando em frente”, “Chalana”, “Trem do Pantanal”, além de canções do seu álbum mais recente, “Do Amanhã Nada Sei”, lançado no final do ano passado.


O evento é uma realização da Banalíssima Arte e os ingressos estão à venda, com valores a partir de R$ 140,00, no Disk Ingressos.


O estilo de Almir Sater contempla elementos diversos, como as culturas regionais do Mato Grosso do Sul e a pegada sertaneja, que muito lhe influenciaram, e referências a MPB, folk, blues e música instrumental brasileira de raiz.


Almir Sater nasceu em Campo Grande, na região Centro-Oeste, e se mudou para o Rio de Janeiro para estudar Direito. Certo dia, no Largo do Machado, reduto nordestino da capital fluminense, acompanhou uma apresentação e descobriu que a música era o que realmente importava em sua vida.


“Foi lá que eu conheci a viola e conversei pela primeira vez com violeiros. Depois resolvi vender meu violão de 12 cordas e comprar uma viola. Se eu não tivesse passado naquele dia no Largo do Machado, quem sabe minha carreira fosse outra ou nem acontecesse”, relata.

Na solidão da cidade grande, se dedicou por completo ao instrumento musical que lhe acompanha desde então. Depois disso retornou para Campo Grande e retomou contato com a gente de sua terra, além de realizar uma pesquisa de novos ritmos e sons. Suas composições registradas em pouco mais de dez álbuns refletem o popular e o erudito de maneira ímpar.


Serviço:

Data: 20 de outubro (sexta-feira)

Horário: 21h (abertura da casa às 20h)

Local: Auditório Bento Munhoz da Rocha Neto – Rua Conselheiro Laurindo, 175

Ingressos: a partir de R$ 140,00 (meia-entrada) + taxa adm

Classificação etária: Livre

Venda de ingressos: Disk Ingressos


Da Assessoria

Comments


bottom of page