top of page
  • Foto do escritorRedação

51º Fenata prestigia o universo do Palhaço

Os palhaços Madaleno e Tiburcia da ONG Doutores Palhaços farão a abertura do evento

O Festival em 2023 terá na abertura do evento os atores Bruno Madalozo e Micheli Vaz, fundadores da Organização Não Governamental, Doutores Palhaços – SOS Alegria. Foto: Caiuá Franco - SP


A 51ª edição do Festival Nacional de Teatro da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Fenata-UEPG) inicia nesta sexta-feira (03), com início às 20h no Cine-Teatro Ópera, com um diferencial considerando as edições anteriores, pois em formato de mostra, prestigia a palhaçaria, considerada como base da interpretação cênica no mundo. O Festival em 2023 terá na abertura do evento os atores Bruno Madalozo e Micheli Vaz, fundadores da Organização Não Governamental, Doutores Palhaços – SOS Alegria.


O diretor de Assuntos Culturais da UEPG, Nelson Silva Júnior, comenta que o Fenata, em 2023, entra em uma nova fase, deixando de ser premiativo, assumindo uma dimensão de mostra de teatro, mas principalmente, que passa a ter uma linha curatorial. “Observamos em edições anteriores do Fenata, que a palhaçaria era muito presente e de muita qualidade. No ano passado, por exemplo, as peças deste segmento trouxeram um público intenso e participativo”, explica Silva Júnior.


“Neste aspecto curatorial, entendemos que em Ponta Grossa, temos uma a palhaçaria de muita qualidade, coordenada principalmente pelo Bruno Madalozo e Micheli Vaz, que também são da ONG Doutores Palhaços. Desta forma, em planejamento já fixado no início deste ano, definimos a palhaçaria como a linha mestra da 51ª edição do Festival”, relata o responsável pelo Fenata, apontando que isso é perceptível pela quantidade de espetáculos com palhaços e pelo cartaz do evento.


Madalozo destaca que a utilização da palhaçaria no Fenata demonstra o reconhecimento de uma arte sensível e milenar. Segundo ele, pelo bom trânsito dos coordenadores da ONG com o cenário artístico, foi possível trazer elencos e atores renomados. “Auxiliamos a UEPG no contato com autoridades da palhaçaria no Brasil e no mundo. Com certeza, o público ponta-grossense terá a oportunidade de conhecer referências nacionais e internacionais do universo do palhaço”, pontua.


“Entendo que o Bruno e a Micheli, por meio dos Doutores Palhaços, como em outras atividades que desenvolvem na palhaçaria em outros grupos, tem um papel importante no cenário artístico e cultural da cidade. Em virtude disso, considero todo o envolvimento deles no Festival como uma homenagem ao trabalho que eles desenvolvem não apenas em Ponta Grossa, mas que já chega em outros estados do país”, finaliza Silva Júnior.


A Palhaçaria na 51ª edição do Fenata

Nesta sexta-feira (03/11), os coordenadores Bruno Madalozo e Micheli Vaz fazem a abertura do Festival, no Cine-Teatro Ópera, que contará com o espetáculo ‘Moby Dick e os Caçadores de Baleia’, produção da Cia de 2, de São Bernardo do Campo, interior de São Paulo, que é a convidada para o espetáculo de abertura.


No sábado (04/11), o destaque fica para o ator ponta-grossense, Alisson Andrei, voluntário da ONG Doutores Palhaços, estrela o espetáculo ‘Olirrô – o pintor’. Enquanto neste domingo (05/11), os coordenadores Bruno Madalozo, Micheli Vaz e a atriz Larissa Brandão protagonizam, o ‘Grand Cirque de Colher’, ambos já estão com os ingressos esgotados e acontecem no Sesc Estação Saudade.


Na segunda-feira (06/11), no Cine-Teatro Ópera, o espetáculo principal será de Palhaçaria Feminista, com um elenco que acreditam na potência transformadora do riso, na leveza, na criatividade e na liberdade de ter voz, com o ‘Circo de Só Ladies’. O espetáculo, conta com o artista transmasculine não binárie, palhace, artista da cena, educadore, musiciste e designer. Formade pelos Doutores da Alegria, The Clown School em Los Angeles e SP Escola de Teatro, Theo Oliveira.


Na terça-feira (07/11), o destaque é para o Ésio Magalhaes de Campinas, interior de São Paulo, com o espetáculo em ‘WWW para Fredom - De que liberdade estamos falando? É preciso guerra para estar em paz?’, no Cine-Teatro Ópera.


Do Rio de Janeiro, na quarta-feira (08/11) a atração é o palhaço e ator Marcio Libar, premiado pelo Cirque Du Soleil, em Monaco e que recebeu o prêmio Nariz de Prata no Festival de Circo de Monte Carlo. Libar é o idealizador do Grand Cirque du Messiê Loyal, que já contou com a participação de dezenas de artistas de filmes e novelas brasileiras. Ele irá protagonizar ‘O progoeiro’, na quarta-feira (08/11), no Cine-Teatro Ópera.

Também na quarta, no Cine-Teatro Ópera, o ator Marcio Douglas, do estado de São Paulo, conhecido como o Klaus, interpreta no espetáculo ‘Animo Festas’ uma figura sombria, que revela a máscara do palhaço com humor ácido e sarcasmo, um palhaço que conta sobre a sua sobrevivência em festas infantis.


Na próxima quinta-feira (09/11), o ator Lourenildo Leite Macedo, de Curitiba, que também é voluntário da ONG Doutores Palhaços, será o protagonista do espetáculo ‘PsiLOROgia’, em que Loro, um quase psicólogo, criou sua própria abordagem terapêutica que busca levar sentido para a vida das pessoas. Ainda na quinta, o ator e palhaço Tiago Marques que é formado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina e mestrando em Artes da Cena pela Universidade Estadual de Campinas e que atua há quase 15 anos atua como Palhaço Ritalino, protagoniza o espetáculo ‘O Carteiro’, ambos no Sesc Estação Saudade, com entrada franca.


Como atração internacional, no Cine-Teatro Ópera, o Fenata contará no Cine-Teatro Ópera, com o espetáculo ‘Cuidado: um palhaço mau pode arruinar sua vida’, com os atores Fernando Chacovachi e Maku Fanchunlini, vindos da capital da argentina Buenos Aires. Chacovachi, renomado é internacionalmente nas artes circenses, e interpreta o palhaço bufão argentino, conhecido como El payaso rebelde.


A entrada é livre em todas as peças, exceto as realizadas no Cine-Teatro Ópera no período noturno. O ingresso custa 20 reais a inteira e 10 reais a meia entrada. A venda será feita no prédio da Proex: Praça Marechal Floriano Peixoto, nº 129, no Centro de Ponta Grossa, das 08h às 17h. Para a peça “A Luta”, o ingresso custa 50 reais a inteira e a 25 reais a meia. Os ingressos também serão vendidos 30 minutos antes de cada espetáculo na bilheteria do teatro.


Para a abertura, os ingressos também serão vendidos direto na bilheteria do Cine-Teatro Ópera, a partir das 18 horas desta sexta-feira.


Da Assessoria

Comments


bottom of page