• Redação

Sacis chegam às estantes do Pegaí Leitura Grátis

Aventuras de um dos personagens mais famosos do folclore é retratada pelo escritor paulista João Paulo Hergesel

Os empregos do Saci”, livro do autor João Paulo Hergesel, é uma publicação da Telucazin. Foto: Divulgação

Uma das figuras mais conhecidas do folclore nacional chega às estantes do Instituto Pegaí Leitura Grátis nesta semana. “Os empregos do Saci”, livro do autor João Paulo Hergesel, é uma publicação da Telucazin, selo editorial da Telucazu Edições. A obra é uma tiragem especial para o Pegaí.


Dessa vez, a história retrata a saga do saci que, após um incêndio, teve que abandonar a sua casa e ir para a cidade em busca de trabalho. O problema é que em seu currículo ele só tem confusão. Por isso, para trabalhar como estilista, ilusionista, árbitro de futebol e até mesmo como fisioterapeuta, o Saci vai precisar dar seus “pulos”. Escrita de forma leve e cômica, as 44 páginas do livro trazem ilustrações de Alessandro Fonseca. O título inédito serviu para resgatar uma antiga paixão do autor, as manifestações culturais do folclore nacional. Para JP, como é chamado e conhecido, a literatura sempre esteve presente em sua vida.


“Desde criança eu sempre gostei muito das palavras, de ouvir e inventar histórias e de conhecer coisas novas. Foi essa afeição que despertou em mim aquela vontade de colocar no papel todas as coisas que eu imaginava e inventava”, conta o autor que afirma ainda que, durante a infância seus escritos serviam apenas para registrar pensamentos, mas na adolescência percebeu a oportunidade de compartilhar suas histórias com outras pessoas. “Foi nessa fase, com a ajuda das redes socais que me identifiquei como escritor”, revela.


Prosseguindo na missão de aproximar livros sem leitores de leitores sem livros, o Pegaí Leitura Grátis irá disponibilizar mais de cinco mil exemplares de “Os empregos do Saci”. A impressão da tiragem especial foi viabilizada graças ao patrocínio das empresas Lavcom Lavanderia, M2 Gráfica Rápida e Rádio MIX Ponta Grossa FM 94.7, e também da doação de matéria prima feita pelas empresas BO Paper Brasil e Papirus Indústria de Papéis.


A campanha “Transforme seu cupom sem CPF em leitura”, feita por meio do Programa Nota Paraná, também foi essencial para a viabilização das impressões. Além das estantes espalhadas pelas 16 cidades que o Pegaí está presente, o Alimentando Mentes, receberá exemplares do livro. O projeto, que é um dos braços do Instituto Pegaí Leitura Grátis, tem a incumbência de “abrir o apetite das pessoas pela leitura”. Os livros são disponibilizados junto com alimentos servidos e/ou entregues por escolas, entidades e iniciativa privada para famílias em vulnerabilidade social. De acordo com o professor Idomar Cerutti, as ações do Pegaí estão a todo vapor. “Esse esforço conjunto por meio das empresas que acreditam na missão do Pegaí, associado ao trabalho de todo o voluntariado produz bons resultados. Através das doações de livros de ler e da impressão viabilizada mediante as parcerias com autores e editoras, Nossa Fantástica Fábrica de Livros tem alcançado milhares de pessoas, levando muitas histórias aos leitores”.


Sobre o autor:

Nascido no interior de São Paulo, na cidade de Alumínio, João Paulo Hergesel é formado em Letras e tem pós-doutorado em Comunicação e Cultura (Uniso). Dedica-se à produção literária, especialmente na literatura infantojuvenil, e à pesquisa sobre narrativas, com foco no estudo do estilo. Autor de livros com temáticas diversas e com participações em várias antologias, obteve dezenas de prêmios literários – entre eles: Prêmio por Histórico de Realização em Literatura (Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo), Prêmio Barco a Vapor (Fundação SM), Concurso Monteiro Lobato de Contos Infantis (SESC-DF) e Prêmio Ganymédes José de Literatura Infantil (UBE-RJ). Adora inventar histórias comendo chocolate. Pela Telucazin publicou "Como calar a boca de um dragão?", e "Criaturas de Linguagem".


Da Assessoria