top of page
  • Foto do escritorRedação

Projeto 'Mulheres - Especial 200 anos' tem início neste sábado

A proposta consiste em duas partes: a apresentação do espetáculo teatral “O que eu deveria ser se não fosse quem eu sou” e a realização de uma dinâmica sobre o tema da violência de gênero

Apresentação do monólogo de Michella França, faz parte da programação do evento. Foto: Arquivo CA

A proposta “Mulheres – Especial 200 Anos” produzido por Lazaro França visa promover a circulação cultural com conteúdo informativo e educativo sobre a história das violências contra as mulheres e as conquistas sociais, políticas e jurídicas no enfrentamento dessas violências ao longo dos 200 anos de Ponta Grossa. A proposta consiste em duas partes: a apresentação do espetáculo teatral “O que eu deveria ser se não fosse quem eu sou” e a realização de uma dinâmica sobre o tema da violência de gênero.


O espetáculo teatral “O que eu deveria ser se não fosse quem eu sou” de Michella França é um drama baseado em relatos reais de mulheres que sofreram diferentes tipos de violência física, emocional e psicológica e que encontraram apoio para mudar suas vidas. A peça narra a biografia de uma mulher que vive um relacionamento abusivo por 15 anos e que consegue se libertar através do esporte. A peça tem como objetivo provocar uma reflexão crítica sobre as violências naturalizadas e invisibilizadas na sociedade e mostrar as possibilidades de resistência e superação das vítimas.


A dinâmica sobre o enfrentamento à violência nestes 200 anos de Ponta Grossa será conduzida pela assistente social Bruna Miranda, doutoranda em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), mestre pelo mesmo programa e universidade, especialista em diversas áreas relacionadas ao tema e assistente social judiciária no Tribunal de Justiça do Estado do Paraná desde 2012, lotada no Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Vara de Crimes contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Ponta Grossa.


A atividade consistirá em uma narrativa histórica e estatística das violências contra as mulheres desde a violência praticada contra Corina Portugal até os dias atuais, destacando os avanços sociais, políticos e legislativos no combate, prevenção, assistência e garantia de direitos das mulheres, como a eleição da primeira prefeita mulher da história de Ponta Grossa e a instituição de políticas públicas para o enfrentamento das violências no município. O evento também contará com a palestrante Bruna Lerm Advogada com pós graduação em Direito da Mulher. A proposta será realizada em diversos pontos do município, buscando alcançar diferentes públicos e territórios.


O projeto realizará 12 apresentações, algumas já agendadas (Planilha acima) para esta última semana de agosto e algumas serão agendadas para setembro como: Casa da Mulher, UTFPR, Hospital Universitário e Hospital da Criança.


Cronograma

Data     | Local                   | Horário
---------|-------------------------|----------
26/08    | Andorinhas              | 19h
28/08    | CRAS 31 de Março        | 14h
29/08    | Legedis UEPG            | 13h30
29/08    | Operário Ferroviário    | 16h
30/08    | CRAS Palmeirinha        | 14h
31/08    | Patrulha                | 10h
01/09    | Presídio Hildelbrando   | 09h30
01/09    | Apadevi                 | 14h


Comments


bottom of page