top of page
  • Foto do escritorRedação

Nova ação educativa do MUPA aproxima visitantes de atividades culturais

A iniciativa convida o público a uma experiência dentro de um espaço de convívio na sala de exposições temporárias Lange de Morretes, onde pode conhecer os projetos que a instituição está desenvolvendo

Nova ação educativa do MUPA aproxima comunidade das atividades promovidas pelo museu. Foto: Divulgação

Em julho, o Museu Paranaense traz ao público mais uma novidade: a ação MUPA - Comunidade - Cultura - Relações. Idealizada pelo Núcleo Educativo, a iniciativa convida os visitantes a uma experiência dentro de um espaço de convívio na sala de exposições temporárias Lange de Morretes, onde podem conhecer os projetos que a instituição está desenvolvendo.


A ação será anual. Nesta primeira edição, ficará aberta durante todo o mês de julho, com mediações de terça a sexta-feira, das 10h às 11h40 e das 14h às 16h30. A entrada é gratuita e não é preciso fazer inscrição prévia.


Mupa:

Comunidade - Cultura - Relações fomenta a aproximação entre a comunidade e as atividades promovidas pelo museu, além de revelar o papel da educação em um espaço museal. Na sala, é possível realizar atividades interativas e manipular materiais produzidos pela gestão para exposições passadas e vigentes.


O espaço proporciona a reflexão do papel da instituição museal, o que é nítido na atividade “Dicionário para os próximos 200 anos”. A proposta foi desenvolvida pelo núcleo para a exposição “ainda sempre ainda”, da artista Marilá Dardot. No dicionário disponível no local, o visitante pode preencher suas próprias reflexões como: qual será o papel dos museus nos próximos 200 anos? Quais memórias ele irá resguardar?


Além do dicionário, também será ofertada aos visitantes uma atividade, para colorir, sobre as abelhas nativas e sem ferrão que vivem no jardim do museu, vinculadas ao circuito “Polinizando Relações: abelhas e jardins”. Pensada para o público infantil, a ação permite compreender as interações entre humanos e abelhas, além de aprender sobre o processo de polinização.


Museu Vivo

O Museu Paranaense atua hoje como uma plataforma de engajamento dedicada aos diálogos plurais, acolhendo diferentes perspectivas para a criação de imaginários e narrativas. Suas diretrizes derivam do desejo de promover um espaço público focado nas relações, alargando a escuta e incorporando diferenças tanto ao programa quanto ao acervo da instituição.


É por esse motivo que o movimento de expansão do MUPA se expressa no incentivo e na execução de pesquisas transdisciplinares, por meio de conexões entre os núcleos tradicionais da instituição (Arqueologia, Antropologia e História) e o campo das práticas contemporâneas. Isso o direciona para uma abertura que possibilita diferentes leituras e ativações sobre seu próprio acervo, ao encontro da mais recente definição para o que é um museu, publicada em 2022 pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM): “Um museu é uma instituição permanente, sem fins lucrativos, ao serviço da sociedade, que pesquisa, coleciona, conserva, interpreta e expõe o patrimônio material e imaterial. Os museus, abertos ao público, acessíveis e inclusivos, fomentam a diversidade e a sustentabilidade. Os museus funcionam e comunicam ética, profissionalmente e, com a participação das comunidades, proporcionam experiências diversas para educação, fruição, reflexão e partilha de conhecimento”, consta no texto.


Serviço:

MUPA - Comunidade - Cultura - Relações

Mediações de terça a sexta-feira

Horário: 10h às 11h30 e das 14h às 16h30

Entrada gratuita

Museu Paranaense - Rua Kellers, 289, São Francisco - Curitiba

(41) 3304-3300


Por AEN

留言


bottom of page