• Redação

Luiza Helena Trajano protagoniza debate sobre educação no Paraná

Empresária defende plano para educação até 2030; nomes de diferentes áreas debatem ensino em Congresso Internacional

Luiza Helena Trajano protagoniza debate sobre educação no Paraná. Foto: Divulgação

Um dos nomes mais relevantes do cenário empresarial brasileiro, Luiza Helena Trajano vê na Educação a base para o Brasil do futuro e defende a união de diferentes setores da sociedade para fortalecer o ensino. A fundadora e presidente do conselho do Magazine Luiza é presença confirmada no III Congresso Internacional “Um Novo Tempo na Educação”, realizado no fim de agosto, em Curitiba.


“Em um país democrático, quanto mais as pessoas entenderem seu papel na sociedade, melhores cidadãos elas serão”, afirma Luiza, que lembra ainda que, mesmo nas famílias mais simples, em que muitas vezes os pais não tiveram oportunidade de seguir com os estudos, há uma preocupação com a educação das crianças. “Você vê pessoas que não tiveram condições de estudar, mas querem que os filhos estudem. Elas enxergam a Educação como uma força transformadora.”


O diálogo entre expoentes de diversas áreas de atuação, segundo ela, é fundamental para garantir um ensino com mais qualidade. Essa fusão de ideias vindas das mais diversas fontes não é novidade e está, na verdade, no cerne do que se conhece, hoje, por Educação. Afinal, as primeiras notícias de transmissão de conhecimento intelectual datam da Grécia antiga, quando muitos filósofos reuniam pessoas para refletir sobre questões da vida e da vida em sociedade. Não à toa, o termo “escola” vem do grego “scholé” e a tradução é “lugar de ócio”. Isso porque os gregos frequentavam esses espaços quando tinham tempo livre. A ideia era exercitar o pensamento.


Nomes como o de Luiza são fundamentais para fomentar essa reflexão, segundo o presidente do Instituto Casagrande e organizador do Congresso Internacional, Renato Casagrande. A atriz Beth Goulart, a cantora Leci Brandão, a advogada e especialista em direito público Débora Jurkevicz, o escritor, roteirista e dramaturgo Walcyr Carrasco e o neuropsicólogo Eduardo Shinyashiki são alguns exemplos de profissionais que trarão para o debate contribuições importantes de outros universos. Para o sócio-fundador da Central Press, Claudio Stringari, que também estará presente, Educação é pluralidade, uma vez que permite um debate em alto nível sobre os temas mais diversos. “Opiniões e teses podem ser expostas com uma ‘garantia’ de respeito às diferenças culturais, sociais, tecnológicas e científicas. Essa diversidade faz com que a Educação seja a forma mais democrática e inclusiva de comunicação e, consequentemente, de fortalecimento da sociedade”, ressalta.


De acordo com Jorge Régis, diretor administrativo financeiro da TAWITECH, uma das patrocinadoras do evento, só é possível construir um ensino de qualidade com essas contribuições. “Citando Albert Einsten, já está mais do que claro que ‘educar verdadeiramente não é apenas ensinar fatos novos ou enumerar fórmulas prontas, mas sim preparar a mente para pensar’. A sociedade civil organizada, ao participar de debates envolvendo a Educação, consegue pensar em políticas públicas voltadas para a sociedade como um todo, tornando-se um braço no fortalecimento do pilar educacional do país”.


Realizado em duas versões, uma on-line e outra presencial, o Congresso será realizado de 29 de agosto a 2 de setembro, em Curitiba. As vagas para o evento presencial se esgotaram, mas as inscrições para o evento virtual seguem abertas. De acordo com Casagrande, são esperados 100 mil educadores nos cinco dias de Congresso.


Serviço

Evento on-line e gratuito: 29 de agosto a 1º de setembro de 2022, sempre no período noturno

Evento presencial: 31 de agosto, 1º e 2 de setembro de 2022 (vagas esgotadas)

Onde: Shopping Novo Batel - R. Cel. Dulcídio, 517 - Batel, Curitiba-PR

Inscrições pelo sitehttps://conteudo.institutocasagrande.com/iii-congresso-internacional-um-novo-tempo-na-educacao


Da Assessoria