• Redação

História para compreender a Moda

Confira a Coluna "Estilo e Moda" por Silvana Hass desta semana

Estilista e colunista de moda, Silvana Hass traz um histórico e explicações sobre os tipos de saias. Foto: Reprodução

É muito difícil saber quando que a saia começou a ser utilizada, mesmo porque há divergências o que se pode considerar saia. Desta maneira, iremos considerar qualquer vestimenta colocada em volta da cintura na parte inferior do corpo como um todo, sem divisão entre as pernas. Logo, não é de se admirar que no período mesolítico um pedaço de pele, de uma caçada, era amarrado pela cintura, no formato do que denominamos hoje por uma saia. Apesar deste passado tão remoto, o primeiro registro que temos como exemplo desta forma de usar a pele e de uma escultura suméria, que data de 3000 a.C.


Mas depois dos sumérios, esta vestimenta foi adotada por outras civilizações. Exemplo disto é a civilização do Antigo Egito e do Império Romano. Usufruindo da história da moda começa a compreensão do nascimento das tendências e os aspectos que regem seus estudos no mercado, as opiniões de profissionais da área e como a moda antiga ganha novas releituras diante da cultura contemporânea.


Cada modelo de saia uma tem sua modelagem, e é preciso conhecer estas diferenças para saber se ela combina com você, e principalmente com seu biotipo.


1-Saia godê

Cortada em círculo, com a silhueta um pouco mais folgadinha. A barra tem um formato que lembra um babado.

Combina com: ombros largos, para equilibrar a silhueta, dando a sensação de volume nos quadris.


2-Saia plissada

Como é: O modelo que já vem com dobraduras no próprio tecido, tanto com dobras mais finas ou mais largas.

Combina com: é muito bem versátil para quem possui quadril largo já as mais estreitas e com dobras mais fininhas é indicada para as magrinhas que devem marcar a cintura com um cinto delicado.


3-Saia lápis

Como é: ajustada ao corpo, de cintura alta, e a barra pode terminar um pouco acima ou abaixo do joelho. Depois do quadril, o corte vai afunilando.

Combina com: quadril estreito, já que a peça tende a evidenciar pernas, bumbum e barriga. O ideal é combinar sempre está a peça com salto alto.


4-Saia reta

Como é: o corte reto e a medida da cintura se mantêm até a barra.

Combina com: um dos modelos mais democráticos, pois mantém as proporções naturais do corpo, sem desvaloriza-las ideal para todas as silhuetas desde que na medida certa de ajuste.


5-Saia drapeada

Como é: a característica o efeito “enrugado” ou dobras do tecido costurada fazendo este efeito de dobras é bem ajustada ao corpo.

Combina com: Pessoas altas, o volume que o drapeado traz volume ao quadril quanto ao comprimento geralmente é curta. O modelo certo de saia irá valorizar as suas formas por isso invista no modelo ideal para você.


6- Saia com babado

Como é: Esse tipo de peça apresenta babados de forma regular, irregulares, em toda a saia ou posicionadas, como na barra.

Combina com: não é o modelo mais indicado para todas as idades no entanto claro o irá definir o requinte da peça será o tecido e do comprimento.


7- Saia longa

Como é: a modelagem é com ou sem drapeado, franzida ou não.

Combina com: Todas as mulheres sejam altas e magras ou baixas e com quadril avantajado estas apenas deixo da dica de usar modelos mais fluidos, sem drapeado ou franzido na região da cintura e em cor mais fechada. Saia longa é maravilhosa isso tudo porque? Ela alonga sua silhueta.


Saiba que uma saia pode valorizar suas formas por isso é um bom investimento para o seu guarda-roupa.


Por Silvana Hass