top of page
  • Foto do escritorRedação

Cultura de PG realiza chamamento para compor banco de dados de avaliadores

Selecionados farão a análise dos projetos culturais inscritos nos editais da Secretaria e do Fundo Municipal de Cultura

Secretaria de Cultura realiza chamamento público para compor banco de dados de avaliadores. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC), divulga o Chamamento Público 002/2023 para seleção de avaliadores, pessoas físicas, para análise dos projetos culturais inscritos nos editais da SMC e do Fundo Municipal de Cultura. As inscrições estão abertas até as 23h59 do dia 2 de abril, exclusivamente pelo site (clique aqui).


Os interessados podem se inscrever para prestar serviços em uma ou mais das seguintes áreas: Artes Cênicas; Artes Visuais; Audiovisual; Literatura, Livro e Leitura; Música; Patrimônio Cultural (material e imaterial); Povos, comunidades tradicionais e culturas populares; e Produção cultural.


O trabalho a ser executado pelos avaliadores contratados envolve análise de mérito; emissão de pareceres técnicos de produtos ou projetos culturais; lançamento de notas do mérito; revisão de parecer técnico, notas e considerações, com base nos eventuais recursos apresentados. Para o diretor do Departamento de Cultura da SMC, Carlos Phantasma, “a formação do banco de avaliadores é importante porque demonstra que todos os processos da Secretaria são feitos de maneira transparente, com isenção, sem a presença de artistas e agentes locais”.


Esclarecimentos sobre o regulamento podem ser prestados pelo Departamento de Cultura. As questões deverão ser enviadas para o e-mail pontagrossa.cultura@gmail.com.


Requisitos exigidos

Poderão compor o Banco de Dados de Pareceristas os interessados que preencherem os seguintes requisitos:


a) Ser brasileiro nato ou naturalizado;

b) Não residir atualmente em Ponta Grossa;

c) Ter idade mínima de 18 anos, no ato da inscrição;

d) Possuir, no mínimo, três anos de experiência na área cultural pleiteada;

e) Ter concluído, no mínimo, cursos de nível médio ou equivalente;

f) Para pareceristas ligados ao Patrimônio Cultural Material: ser formado em Arquitetura e Urbanismo, com experiência em patrimônio ou ser pós-graduado em curso voltado ao patrimônio cultural;

g) Para pareceristas ligados ao Patrimônio Cultural Imaterial e Povos, Comunidades Tradicionais e Culturas Populares: ser formado em Antropologia, ou ser pós-graduado em curso voltado ao patrimônio cultural, ou possuir experiência comprovada na área, ou ser formado em História ou Geografia, com comprovação de experiência na área.


Da Assessoria

Commenti


bottom of page