• Hurlan Jesus

Casa Latino Americana pode ter sede em PG

Atualizado: 18 de abr.

Na última semana, lideranças iniciaram as conversações com personalidades locais para incluir a "Casla" em Ponta Grossa

A Casa Latino Americana (Casla) tem como agenda principal projetos de integração social e cultural, a defesa dos Direitos Humanos e a formação educacional a fim de aprofundar e ampliar os espaços democráticos das sociedades latino-americanas. Foto: Reprodução


O projeto Casla (Casa Latino-Americana) nasceu com o propósito de ajudar os imigrantes que chegam no Brasil, especificamente no Paraná. Através de oficinas, cursos profissionalizantes e de línguas, os participantes conseguem ter um apoio assistencial para se estabilizarem no novo país. A Casla tem por objetivo a difusão, sistematização e encaminhamento de propostas voltadas para o desenvolvimento social e integrado dos povos latino-americanos, pelas vias educacional, cultural e política. A sede da Casla era em Curitiba, no entanto, o Governo do Estado pediu o imóvel, e os líderes da Casla buscam uma nova sede, com grande possibilidade de ser em Ponta Grossa.


Na última semana, lideranças começaram os debates para retomar as atividades do projeto. Durante a reunião, os líderes da iniciativa estudaram a possibilidade de buscar apoio de militantes locais que lutam pela causa. Na ocasião, o parlamentar Aliel Machado também estava presente e cogitou a possibilidade de destinar emendas para a conclusão do projeto, caso ele seja concretizado. A reunião teve a participação dos líderes da Casla, Dimas Floriani e Gladis Floriani, além da população local interessada no projeto, como professores, agentes culturais, políticos, entre outros. Quem mediou a conversa e é um dos líderes para trazer a Casla em Ponta Grossa, foi o ex-prefeito, Péricles Holleben de Mello. O membro da pré-coordenação da Casla em Ponta Grossa, é Gerveson Tramontin.


Alguns pontos para uma maior adesão da Casla na cidade, é uma parceria das universidades. Pois, conforme a proposta, cursos como o de artes, letras, ciências humanas e sociais, educação, ajudariam os participantes através de cursos de extensões.


Histórico da Casla

Fundada em Curitiba, no mês de junho de 1984, por representantes de movimentos sociais, autoridades públicas e intelectuais, a Casla é uma entidade civil, sem fins lucrativos, que tem por objetivo a difusão, sistematização e encaminhamento de propostas voltadas para o desenvolvimento social e integrado dos povos latino-americanos, pelas vias educacional, cultural e política.


Desde seu início, a Casa Latino Americana (Casla) tem como agenda principal projetos de integração social e cultural, a defesa dos Direitos Humanos e a formação educacional a fim de aprofundar e ampliar os espaços democráticos das sociedades latino-americanas.


Após o desastre ambiental do Haiti, em 2010, as ações de apoio a imigrantes e refugiados tiveram um aumento significativo. Por meio de voluntários, dezenas de atividades foram estruturadas para dar o apoio necessário para essas pessoas. Nesse meio tempo, nasceu o CASJUR, que prestava apoio jurídico e social.


Apesar de ter um forte apelo de assistencialismo, o projeto quis ir além e oferecer mais recursos para os imigrantes. Cursos de formação sobre direitos humanos, direitos constitucionais, cultura brasileira e culinária, foram implementados para que tivessem uma melhor recolocação no país.