top of page
  • Foto do escritorRedação

Museu de Telêmaco Borba e aldeia indígena de Queimadas estreitam laços

O Museu Histórico Municipal (MHM) de Telêmaco Borba, realizou no ano de 2023 uma parceira de valor histórico e cultural, com a comunidade indígena da aldeia de Queimadas

Museu de Telêmaco Borba e aldeia indígena de Queimadas estreitam laços.Foto: Divulgação


O Museu Histórico Municipal (MHM) de Telêmaco Borba, realizou no ano de 2023 uma parceira de valor histórico e cultural, com a comunidade indígena da aldeia de Queimadas, situada no território de Ortigueira-Paraná, a fim de prestigiar e enaltecer o grupo artístico “Nēn pūr” e também iniciar uma parceria técnica e cultural com a finalidade de levantar a quatro mãos um inventário participativo desse povo originário o qual é o mais próximo do nosso território.


Nesse sentido, no último dia 25 de novembro, foi possível iniciar essa primeira fase do inventário, onde o Museu Histórico Municipal esteve representado na aldeia pela técnica em artes e cultura Adriana Andrade que auxiliou na organização, acompanhou e registrou a comemoração do batizado Kaingang da pequena Ariz To Mrig.


A cerimônia foi realizada pelo pai de Ariz e pelo ancião da aldeia senhor Lívio, que juntos concretizaram o pedido do avô de Koku, senhor “Kry” in memorian com a realização da cerimônia de batizado kaingang.  Koku relatou que “assim foi possível fazer a vontade do meu avô que faleceu antes de poder realizar o batizado da bisneta Ariz To”. Dessa forma, Elizeu Koku foi o responsável pela perpetuação dos costumes do batizado kaingang na aldeia, também foi responsável pela organização e realização do batizado junto com o grupo “Nēn pūr” conduzido pelo Dr. Renato Pereira, cirurgião dentista da aldeia, e pela pedagoga e professora de kaingang Zinha Garigsanh onde foi possível realizar um evento indescritível e emocionante desse resgate dos costumes e da cultura Kaingang, realizado em kaingang e traduzido para o português.


Toda a programação ficou a cargo da aldeia que na pessoa da cacica Kysã (Luana Aparecida Correa) que concedeu aval para ser possível a parceria com o Museu Histórico Municipal, com o Comitê Vale do Tibagi representado pelo profissional do IDR e coordenador do eixo de turismo senhor Deivid Carolli, assim como foi possível contar com o apoio do Centro Cultural de Queimadas representado pela diretora de cultura Marliane Barboza, e com o apoio da Sanepar.


A aldeia recebeu em torno de 100 indígenas representantes e líderes de outras aldeias da região, entre elas o número maior de Ivaí, que foram visitar seus parentes e prestigiar a cerimônia para assim poder perpetuar os costumes em suas aldeias.


Elizeu Koku Aparício, agradeceu a todos que contribuíram com o almoço coletivo dos indígenas convidados, à Prefeitura de Telêmaco Borba, na figura do chefe de divisão de Cultura Elyson Gomes, ao presidente do Comitê Vale do Tibagi, Claudemir Correia, que movimentou a maior parte da doação dos alimentos. Expressou gratidão a todas as pessoas que contribuíram de uma forma ou de outra, ao canal Prosa de Monte Alegre que muito prontamente aceitou o convite para também realizar esse registro histórico e cultural.


Aos representantes do Conselho Municipal de Cultura de Telêmaco Borba, nas pessoas de Guida Pereira, Marcos Afonso e Zeneide Oliveira, e a todos que estiveram presentes para prestigiar e participar dessa cerimônia cultural e esperaram até o anoitecer para apreciar as apresentações artísticas culturais do grupo “Nēn pūr” e a tão esperada cerimônia de apresentação da pequena Ariz To Mrig aos seus ancestrais. Elizeu concluiu “que o nosso grande “to pē” abençoe cada um de vocês”.


“Um evento emocionante uma experiência única para assim concluir as atividades do MHM no ano de 2023. Desejamos a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!”, finalizou Adriana Andrade.


Da Assessoria

Comments


bottom of page