top of page
  • Redação

Livro conta a saga de imigrantes paranaenses

Material será distribuído para escolas de Carambeí, Castro, Imbituva, Ipiranga, Ivaí, Palmeira, Piraí, Porto Amazonas, São João do Triunfo, Tibagi e Ponta Grossa

O livro foi produzido com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), da Secretaria Especial da Cultura, recebendo patrocínio da Copel e Caminhos do Paraná. Foto: Divulgação

Alunos de 114 escolas da rede pública estadual de ensino do Paraná terão acesso ao livro Vindas – Memórias da Imigração, editado pela ABC Projetos Culturais e produzido pelos jornalistas Alessandra Perrinchelli Bucholdz, Diego Antonelli e Jefferson Luiz Schneider Dittrich. Ao todo, 240 exemplares da obra inédita, que retrata a imigração no Paraná, foram doados ao Núcleo Regional de Educação, que fará a distribuição entre as escolas de Carambeí, Castro, Imbituva, Ipiranga, Ivaí, Palmeira, Piraí, Porto Amazonas, São João do Triunfo, Tibagi e Ponta Grossa.


O livro foi produzido com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), através do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), da Secretaria Especial da Cultura, recebendo patrocínio da Copel e Caminhos do Paraná.


O primeiro volume do livro Vindas foi lançado em 2018 com a proposta de recuperar a memória de imigrantes de diversas etnias que se estabeleceram no Paraná diante de diferentes contextos históricos. A história da imigração é contada a partir da saga de famílias e de relatos detalhados, que dão a dimensão de como o Estado estabeleceu as bases de sua identidade cultural. “Nessa nova edição, buscamos outros relatos, novas sagas que nos ajudam não só a humanizar ainda mais o livro, mas também a compreender as características, interesses e constituição de cada região do Paraná”, afirma a diretora da ABC Projetos, Alessandra Bucholdz.


O segundo volume do Vindas traz relatos de imigrantes da Alemanha, Espanha, Itália, Líbano, Polônia e Ucrânia. Cada capítulo é acompanhado de QR Code com a versão em áudio dos textos, favorecendo a acessibilidade. Outra novidade dessa nova edição é que os capítulos têm tradução para língua mãe do imigrante.


Para a chefe do Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa, Luciana Aquiles Sleutjes, alunos, professores e funcionários poderão ter acesso a histórias e memórias narradas por imigrantes que colorizaram o Paraná, atravessando também a construção cultural histórica que ocorreu no estado no século XX e XXI. “É um material que, com certeza, poderá compor o conteúdo dos diferentes componentes curriculares, enriquecendo a prática pedagógica”, destaca.


Os leitores terão uma imersão nas histórias a partir do álbum de fotografias de cada imigrante, publicado junto aos capítulos. “São imagens riquíssimas que nos mostram como a imigração impactou a vida dessas pessoas e, paralelamente, no possibilitam um retrato histórico do Paraná”, afirma diretora da editora ABC Projetos. O lançamento do livro em Ponta Grossa será no dia 25/03, às 19h, no SESC Estação Saudade.

bottom of page