top of page
  • Foto do escritorRedação

União Brasileira de Trovadores (UBT) de PG retoma as atividades

Atualizado: 28 de mar. de 2023

A UBT – União Brasileira de Trovadores – é uma entidade civil, que agrega os trovadores e os simpatizantes desse gênero poético

União Brasileira de Trovadores (UBT) de Ponta Grossa retoma as atividades. Foto: Divulgação

No último sábado (25) aconteceu a primeira reunião da Seção da União Brasileira de Trovadores (UBT) Ponta Grossa, entidade que iniciou atividades desde primeiro de janeiro de 2023, alçada à categoria de Seção, a partir do já existente núcleo denominado Delegacia, vinculado à Seção de Curitiba. A UBT – União Brasileira de Trovadores – é uma entidade civil, que agrega os trovadores e os simpatizantes desse gênero poético.


O projeto tem por objetivos estatutários o estudo, o cultivo, a divulgação da trova e o congraçamento dos trovadores e está estruturada em seções e delegacias instaladas em todo o país, com vida própria, que promovem várias atividades afins, possuindo, também, correspondentes no exterior. Ponta Grossa tem no passado uma expressiva trajetória em trovas e tem sido palco para grandes trovadores que projetam a Princesa dos Campos no cenário nacional, como Eno Theodoro Wanke, Sonia Maria Ditzel Martelo e Amália Max, a qual fundou a primeira Seção UBT em Ponta Grossa, instalada em 1981. Por motivo de doença da sua então presidente, a seção permaneceu por alguns anos desativada, sendo que em 2008, ao ser reativada, passou a ser presidida por Sônia Maria Ditzel Martelo.


Após o falecimento de Sônia, ocorrido em 16 de setembro de 2016, a Seção foi novamente desativada. Até 2022, Ponta Grossa se restringiu apenas a uma Delegacia, que se constitui pelo envolvimento de uma única pessoa na manutenção dos contatos dos trovadores locais com a Entidade. Essa pessoa, a escritora e trovadora, Maria Helena Oliveira Costa, promoveu eventos e oficinas durante esse período. No entanto, durante o ano de 2022 esse grupo de trovadores da cidade se mobilizou com o propósito de expandir essa Delegacia, e assim ampliar as possibilidades de conquistar novos trovadores e promover eventos e concursos literários no gênero. Aos vinte e dois dias do mês de agosto de dois mil e vinte e dois se propôs uma chapa, para compor a diretoria, que foi eleita por aclamação conforme permissão estatutária. Na sequência a Sra. Presidente eleita, Maria Helena Oliveira Costa, deu posse aos demais membros da Diretoria, esclarecendo que a gestão 2023/2024 teria início no dia 1º de janeiro de dois mil e vinte e três, tal qual acontece em todas as demais Seções da União Brasileira de Trovadores do país.

E assim se criou e oficializou a Seção da UBT em Ponta Grossa com o apoio da Presidente Nacional Andrea Motta Paredes, e Presidente Estadual Luiza Nelma Fillus, da cidade de Irati. Foi oficializada a diretoria, que é composta pelos seguintes trovadores de Ponta Grossa:


Diretoria:

Presidente : Maria Helena Oliveira Costa

Vice-Presidente de Administração: Dionezine de Fátima Navarro

Vice-Presidente de Finanças : Marivete Souta

Vice-presidente de Cultura e Relações Públicas: Alana Berti

Secretária : Elza Prestes

Coordenadora de Juventrova: Rosicler Antoniácomi

Suplente de Diretoria : Deise Machado

Demais associados:

Raul Lagos

Rosilene Tramontin

Rossana Barbissan Zinzer

Silvestre Alves Gomes

Sueli Fernandes

Desde o início do ano, outros simpatizantes mostraram interesse em se inserir nesse gênero poético e foram convidados para essa primeira reunião, que estabeleceu as diretrizes para o ano de 2023. Entre as ações previstas estão uma oficina de trovas por mês e a proposta de um Concurso de Trovas até o final do ano. Essa primeira reunião contou com a presença da Diretoria e alguns novos associados como Jane Mara Araújo Costa, Luciano de Oliveira, Maria Helena Vargas, Margareth Góes, Maria Vilma Nadal, Sulamita Prochalski. Ainda, o encontro contou com a presença de Luiza Fillus, Presidente da UBT do Paraná, Luiz Vieira e Célia Neves Vieira, trovadores de Irati que vieram prestigiar o evento. Silvestre Alves com sua música enriqueceu a tarde com apresentação artística/musical.


A Presidente Maria Helena Oliveira Costa, ao fazer uso da palavra contemplou a todos relatando o fiel histórico da UBT e ressaltando a importância poética e pessoal de seus primeiros presidentes, como o criador da UBT, o dentista Gilson de Castro, conhecido no meio literário por seu pseudônimo Luiz Otávio. Ainda foram feitas intervenções poéticas com trovas selecionadas de trovadores consagrados e uma homenagem à imortal ponta-grossense Amália Max, dirigida a sua filha Sueli Fernandes, também trovadora, membro da UBT Seção Ponta Grossa, presente na reunião.


Ao fazer uso da palavra, a Presidente Maria Helena discorreu brevemente sobre as origens populares desse gênero, que é cultuado na UBT como Trova Literária, ou Trova Clássica, em virtude das inovações aplicadas à forma escrita da já popularmente conhecida Quadrinha.


Esse movimento teve origem em 1966, alavancado por seu criador Luiz Otávio, com apoio de Aldemar Tavares, e ganhou vulto em Nova Friburgo (RJ), onde residiu seu fundador. Também enalteceu os trovadores imortais ponta-grossenses, já citados, e outros que se destacaram em concursos da entidade. Finalizou-se a tarde com um festivo coquetel de confraternização.

União Brasileira de Trovadores (UBT) de Ponta Grossa retoma as atividades. Foto: Divulgação

Da Assessoria


Comentarios


bottom of page