• Redação

Proex comemora os 50 anos de extensão na UEPG

Atualizado: 4 de set. de 2021

A solenidade contou com o lançamento de dois trabalhos da Diretoria de Extensão – o mapa de referenciamento das atividades de extensão e os vídeos das ações extensionistas

Proex comemora os 50 anos de extensão na UEPG. Foto: Divulgação

Na noite desta quinta-feira (2), a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex), deu início às atividades de comemoração dos 50 anos de extensão. O evento foi transmitido ao vivo pelo canal da UEPG no Youtube. A solenidade contou com o lançamento de dois trabalhos da Diretoria de Extensão Universitária – o mapa de referenciamento das atividades de extensão e os vídeos das ações extensionistas.


A UEPG nasceu sob o signo da extensão. Seu primeiro reitor, o professor Álvaro Augusto Cunha Rocha, recebeu a notícia do credenciamento da instituição junto ao Ministério da Educação durante o Festival Nacional de Teatro (Fenata). A extensão teve início no Centro Rural de Treinamento e Ação Comunitária (Crutac), programa que está em atividade até hoje e desenvolve projetos de saúde junto à comunidade rural. Desde então, os projetos são coordenados pela Proex. Após 50 anos de atividades na extensão, já são mais de 110 mil pessoas beneficiadas em Ponta Grossa e região.


“Me sinto uma pessoa privilegiada por vivenciar este momento histórico da UEPG”, comemora a pró-reitora de Extensão e Assuntos Culturais, Edina Schimanski. Durante as cinco décadas, muitos eventos e projetos marcaram as ações extensionistas na UEPG, segundo ela. “Neste ano tivemos grandes experiências, apesar dos percalços da pandemia”. A pró-reitora destaca o Festival Universitário da Canção (FUC) e o acréscimo do FUC Reverbera. “Outro importante evento é o Fenata, cujo edital foi lançado semanas atrás e posso citar, ainda, a exposição Múltiplo Leminski, que acontece no Museu Campos Gerais”, destaca.


Edina ainda ressalta o trabalho da Editora UEPG, “que neste ano está participando ativamente das atividades da extensão, e estará lançando um importante livro marcando as ações da extensão universitária”. A pró-reitora finaliza sinalizando que as ações de 2021 ainda não acabaram. “Temos muito ainda a fazer até 26 de outubro, quando teremos o Conex. Ainda teremos muitas novidades”, informa.


O professor Miguel Sanches Neto, reitor da UEPG, destaca que a UEPG foi a instituição que começou o processo de interiorização do ensino superior no Paraná. “Isso significa que a UEPG iniciou a oportunidade para que pessoas do interior frequentassem uma Universidade pública”. A extensão, para o reitor, foi a grande escola para que ele entendesse o que é a Universidade. “Pois ensina como a Universidade faz a diferença na vida das pessoas que muitas vezes não conseguem chegar a um curso universitário; significa oferta de produtos culturais para alunos que não são da nossa instituição; significa transformar a vida da nossa comunidade”, ressalta.


O reitor frisa que, quando se fala da UEPG, se fala da extensão que, por décadas, transforma vidas. “Nós não estamos acima de nada e de ninguém, mas sim juntos em nome da ciência, cultura, comunidade e em nome da uma Universidade que se preocupa com todos e todas”, completa.


A coordenadora de ensino superior da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Gisele Onuki, esteve presente no evento e parabenizou a equipe pelo momento. “Este marco de 50 anos é importante não apenas para a Universidade, mas também para todo o Paraná. Certamente esse legado que estão deixando hoje para a sociedade é muito rico nos aspectos culturais e acadêmicos”.


Lançamentos

Durante a solenidade, Sandra Maria Scheffer, diretora de Extensão Universitária, lançou o mapeamento das atividades de extensão da UEPG. “Este mapa é uma ferramenta da gestão e dá visibilidade e transparência aos projetos, além de valorizar o esforço dos envolvidos e estimular parcerias para troca de saberes”, explica. O levantamento para a base de dados leva em conta projetos feitos até julho de 2021. “Com isso, poderemos conhecer o impacto e instrumentalizar a Proex na adoção de políticas que supram atendimentos a demais locais”. Sandra ainda anunciou o lançamento de vídeos de práticas extensionistas, com foco em incentivar e promover a troca de experiências. São 40 vídeos que serão gradualmente postados no canal da UEPG no Youtube, em parceria com a Coordenadoria de Comunicação (Ccom-UEPG).


A diretora ainda convidou participantes, pesquisadores, professores e ouvintes para o 19º Conex e 4º Eaex, que acontecerão de 26 a 28 de outubro. As inscrições são gratuitas e estão abertas pelo link.


Números

O evento ainda lançou um panorama das ações da extensão feitas em 2021: foram 356 atividades de extensão, conectando a UEPG com a comunidade; as atividades estão presentes em 24 municípios do Paraná; foram 49.407 pessoas beneficiadas; mais de 693 discentes envolvidos diretamente nas atividades de extensão; um investimento anual de R$ 686.400 em 143 bolsas para discentes; e mais de 455 docentes envolvidos nas atividades. Conheça as atividades de extensão no site da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais.


Fonte: Assessoria