• Redação

Primeiro super computador de PG será instalado na UTFPR

Convênio entre PROFIAP e UFSB possibilitará a implantação de cluster computacional no campus Ponta Grossa

Convênio entre PROFIAP e UFSB possibilitará a implantação de cluster computacional no campus Ponta Grossa. Foto: Divulgação

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) formalizou um convênio com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) para capacitação de servidores em nível stricto sensu, através do PROFIAP - Mestrado Profissional em Administração Pública em Rede Nacional.


Ao firmar o convênio, foi definida a oferta de 30 vagas para servidores da UFSB. Tais vagas serão ofertadas na modalidade remota e distribuídas em dois processos de seleção diferentes. Portanto, nos próximos dois anos (ingresso 2022 e 2023) a divisão de vagas institucionais para o Profiap será: 15 vagas para candidatos da UFSB, 10 vagas para servidores da UTFPR e as outras 10 vagas para demanda social.


Para a formalização do convênio, foi ofertado à UTFPR um montante de meio milhão de reais. Este valor será destinado à criação de um “legado”, como destaca o representante institucional no Profiap Nacional, professor Abel Dionizio Azeredo. O investimento será utilizado para a criação de um cluster computacional, o que colocará a UTFPR de uma vez por todas na era do Big Data.


A universidade terá à disposição um “super-computador”, possibilitando o uso de informações de bancos de dados públicos para a pesquisa científica. A aquisição dos primeiros equipamentos já está em processo de compra e o projeto, que será realizado de maneira modular, tem previsão de implementação a partir do início de 2022, tendo como sede o campus Ponta Grossa.


Como explica o professor Abdinardo Moreira Barreto de Oliveira, “isso impactará significativamente na qualidade dos trabalhos realizados. Agora poderemos fazer pesquisas cujo grau de generalização dos resultados é muito maior: ao invés de trabalharmos com pequenas amostras, poderemos usar, por exemplo, um censo ou qualquer outra base de dados do IBGE no formato de Big Data e trabalhar com ela sem esforço algum”.


Todos os softwares utilizados para análise de dados são gratuitos, não existindo custo adicional para a implementação do projeto. “Esse projeto auxilia a capacitação dos alunos do Profiap para o uso de Big Data, para o presente e futuro, o que já está acontecendo agora”, finaliza o professor Abdinardo, um dos responsáveis pelo convênio, junto à coordenação institucional do programa, professora Louisi Francis Moura.

Ingresso 2022 para o PROFIAP

O Profiap é um programa de pós-graduação que funciona, desde 2017, em 21 universidades de todo o país. A UTFPR faz parte desta rede de instituições e, atualmente, conta com a atuação de 23 professores no Programa — sendo a universidade com maior número de docentes.


O curso visa capacitar tanto servidores públicos da universidade associada, reservando um percentual de vagas para esse público, como também servidores e profissionais atuantes em outras instituições públicas, sociais ou privadas, além de pesquisadores em geral.


Como diferencial, o Profiap é ofertado na UTFPR na modalidade híbrida (o aluno se desloca ao campus mais próximo, transformando-o automaticamente em um polo do Profiap). Atendendo a proposta do curso, a conclusão e obtenção de título de mestre se dá ao abordar um diagnóstico total ou parcial, análise de políticas públicas, plano de intervenção ou criação de ferramentas, técnicas, ou métodos aplicados em instituições públicas. Por isso, os alunos devem produzir uma dissertação, um produto técnico e tecnológico, e artigos científicos.


O processo de seleção dos candidatos é gerido pelo Profiap Nacional e é realizado a partir do teste Anpad. Maiores informações, incluindo datas e formulários, podem ser consultadas no site do Profiap Nacional.


Fonte: Assessoria