top of page
  • Foto do escritorRedação

Prefeitura faz chamamento para artesão para Feira no Ponto Azul

Mais de 100 barracas serão disponibilizadas para fomentar produção local

A iniciativa é destinada para exposição de objetos novos e de cunho artesanal. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Ponta Grossa abre, na próxima semana, entre os dias 27 de setembro a 1º de outubro, o cadastramento para artistas, artesãos, cultores e culinário para participarem da Feira da Barão, que acontecerá em toda a praça, também conhecida como Ponto Azul. A iniciativa da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMIQP), pretende marcar a retomada da economia da cidade, gerando renda para cerca de 100 famílias, em uma feira aos moldes da realizada no Largo da Ordem, em Curitiba.


De acordo com o Departamento de Qualificação Profissional, responsável pela organização da Feira da Barão, a iniciativa é destinada para exposição de objetos novos e de cunho artesanal, bem como de trabalho manual podendo ser roupas, bijuterias, calçados, bolsas, brinquedos, quadros, pinturas em geral, cerâmicas, bordados, arranjos de flores, sabonetes, velas, embalagens, sucatas em ferro ou vidro, origami, utensílios de cozinha e outros de uso doméstico, de modo geral, como também cultivo de flores e plantas em vaso. Será vetada a comercialização de produtos industrializados.


Os expositores interessados devem estar inscritos Cadastro Geral de Pessoa Jurídica (CNPJ) na modalidade de Microempreendedor Individual e deverão comparecer entre os dias 27 de setembro a 1º de outubro no Departamento de Qualificação Profissional, no prédio da Agência do Trabalhador. Delvana Sebastião, diretora do Departamento, explica que o cadastro selecionado poderá comercializar seus produtos em uma barraca cedida pela Prefeitura, no período de funcionamento da Feira da Barão. “A Feira está prevista para início no mês de outubro e acontecerá das 9 às 15 horas, todo o domingo”, adianta a diretora.


O secretário José Loureiro Neto comenta que a iniciativa auxiliará estes microempresários que tiveram dificuldades de comercializar seus produtos em virtude da pandemia, como também tem como objetivo utilizar de maneira produtiva um espaço que é um cartão postal de Ponta Grossa. “A Praça da Barão potencializará o comércio de artesanato e de produtos alimentícios artesanais. Além disso movimentará ainda mais nosso comercio de rua do centro da cidade por estar localizado em ponto central de Ponta Grossa”, finaliza Loureiro.


Documentos necessários para se inscrever no projeto Praça da Barão:

- Nome Fantasia da Empresa, atividade econômica realizada, forma de atuação e localização;

- RG, Título de Eleitor ou Recibo da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (se houver declarado nos últimos dois anos);

- CPF;

- CEP, Endereço, Cidade e Estado (residencial) do titular;

- Dados de contato (e-mail e celular ou telefone);

- Comprovante de Endereço (da empresa ou da residência), como contas de luz, água, internet, entre outros;

- Dados de localização da empresa, se houver local fixo.


Da Assessoria

Comments


bottom of page