• Redação

PG recebe currículos para vagas de assistente de alfabetização

Selecionados farão parte do Programa ‘Tempo de Aprender’, apoiando a alfabetização de crianças do Ensino Fundamental nas escolas municipais

Interessados devem deixar seus currículos nas escolas municipais onde gostariam de realizar o trabalho. Foto: Assessoria

As escolas municipais de Ponta Grossa estão recebendo currículos de candidatas e candidatos interessados em trabalhar como assistentes de alfabetização, dentro do programa ‘Tempo de Aprender’, do Ministério da Educação. Os interessados devem deixar seus currículos nas escolas municipais onde gostariam de realizar o trabalho, que consistirá no apoio aos professores para a alfabetização de alunos do 1º e 2º anos do Ensino Fundamental.


Os assistentes irão auxiliar os alunos no aprendizado da leitura, escrita e compreensão. Candidatos podem levar seus currículos nas escolas municipais em que gostariam de participar até o dia 30 de novembro (terça-feira).


Segundo as regras do programa do Governo Federal, o trabalho será realizado nos termos da Lei do Voluntariado (Lei nº 9.608 de 18 de fevereiro de 1998). Desta forma, não estabelece vínculo empregatício. O valor da bolsa a ser paga aos participantes será de R$ 150,00 por mês, para cada turma assumida pelo auxiliar, a título de auxílio-transporte e alimentação.

Cada auxiliar poderá atender até oito turmas de cinco horas cada uma, fechando de 5h até 40 horas por semana. Assim, os valores poderão chegar a até R$ 1.200,00 no mês. O contrato será válido por oito meses, com início em fevereiro de 2022.


Quem pode participar?

Podem ingressar no programa formados no curso de Magistério, formados em Pedagogia ou acadêmicos a partir do 2º ano do curso (acadêmicos do 1º ano também podem participar, desde que possuam o curso de Magistério). Professores aposentados da rede municipal de ensino ou que já trabalhem na rede e possuam apenas um padrão de 20 horas também podem se inscrever.


Documentos necessários

Os candidatos devem levar diploma/certificado/histórico escolar, certidão que comprove o vínculo acadêmico ou holerite que comprove a situação de aposentado ou professor, além de comprovante de residência e documentos pessoais.


Seleção

A seleção será feita pelas equipes gestoras das escolas, em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação. Todas as 84 escolas municipais participam do programa, com exceção das Escolas Municipais Professora Glacy Camargo Secco e Prefeito Heitor Ditzel.


Segundo as regras do programa do Governo Federal, o trabalho será realizado nos termos da Lei do Voluntariado (Lei nº 9.608 de 18 de fevereiro de 1998). Desta forma, não estabelece vínculo empregatício. O valor da bolsa a ser paga aos participantes será de R$ 150 por mês, para cada turma assumida pelo auxiliar, a título de auxílio-transporte e alimentação. Cada auxiliar poderá atender até oito turmas de cinco horas cada uma, fechando de 5h até 40 horas por semana. Assim, os valores poderão chegar até R$1.200,00 no mês. O contrato será válido por oito meses, com início em fevereiro de 2022.


Da Assessoria