top of page
  • Foto do escritorRedação

Parque Vila Velha recebe certificação de acolhimento a autistas

A certificação da Organização Neurodiversa Pelos Direitos das Pessoas Autistas destaca a preocupação do Parque Vila Velha em atender a todos os tipos de público, prezando pela diversidade e inclusão social

A certificação é da Organização Neurodiversa Pelos Direitos das Pessoas Autistas. Foto: José Fernando Ogura

O Estado do Paraná está se tornando cada vez mais inclusivo. Após a Ilha do Mel se tornar a primeira inclusiva para pessoas autistas do Brasil, o Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, foi reconhecido como parque natural Inclusivo para pessoas autistas. A certificação é da Organização Neurodiversa Pelos Direitos das Pessoas Autistas, em parceria com o Instituto ICO Project, projeto de ação de social que visa melhorar a qualidade de vida de pessoas com autismo, e a Secretaria do Desenvolvimento Social e Família do Paraná (Sedef).


A certificação destaca a preocupação do Parque Vila Velha em atender a todos os tipos de público, prezando pela diversidade e inclusão social. “Ficamos lisonjeados de termos as nossas práticas reconhecidas e por sermos o primeiro Parque Natural Inclusivo Para Pessoas Autistas no Brasil. Sinal de que nossas ações priorizam não só a relação com o meio ambiente, mas também o relacionamento com o nosso público, respeitando as diversidades e priorizando aqueles que necessitam de atendimento diferenciado”, afirmou o gestor do Parque Vila Velha, Leandro Ribas.


De acordo com Felipe Braga Côrtes, coordenador de Políticas para Pessoas com Deficiência da Sedef, a conscientização para o autismo deve ser primordial para pessoas e empresas que lidam com o público em geral.


“Isso serve de modelo para os outros parques. É preciso que o eles sejam receptivos e tenham uma capacitação no sentido de entender o que é o autismo, conhecer os símbolos do autismo e oferecer o melhor atendimento para este público. É uma oportunidade para que mais pessoas sejam melhor acolhidas, e também para que os funcionários saibam oferecer um atendimento diferenciado para as famílias que têm pessoas autistas”, disse.


Para Fábio Cordeiro, presidente da Organização Neurodiversa Pelos Direitos das Pessoas Autistas, é muito importante que o Parque Vila Velha, seja reconhecido. “As pessoas autistas podem e devem estar em todos os lugares. E este selo garante que o parque é atrativo para as pessoas autistas e seus familiares”, destacou.


Carteirinha

A pessoa autista tem direito à emissão de uma carteira que declara a sua condição e lhe confere direitos. Por meio dela, os atendimentos em espaços públicos e privados devem ser prioritários, além da identificação mais rápida, das pessoas com autismo. No Paraná, mais de 8 mil carteirinhas já foram emitidas. Ela é confeccionada de forma digital, por meio do site: www.carteiradoautista.pr.gov.br.


Parque

Localizado a apenas uma hora de Curitiba, o Parque Estadual de Vila Velha é o primeiro parque estadual criado no Paraná, em 1953, e atualmente é uma concessão do Governo do Estado do Paraná, por meio do Instituto Água e Terra (IAT), à Soul Vila Velha, uma empresa do Grupo Soul Parques.

O parque reúne três atrativos naturais – Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada –, diversas opções gastronômicas e atrações de aventura – Tirolesa, Arvorismo e Cicloturismo. Mais informações podem ser obtidas no site.


Por AEN

Comments


bottom of page