top of page
  • Foto do escritorRedação

Parque Histórico recebe mostra fotográfica da família Weiss

A exposição contempla registros fotográficos de duas gerações de fotógrafo

Parque Histórico recebe mostra fotográfica da família Weiss. Foto: Divulgação

O Museu Parque Histórico de Carambeí recebeu do Museu Campos Gerais a mostra fotográfica itinerante que reúne fotos de duas gerações da família Weiss, de Curitiba. A exposição, que integra o acervo do Museu da Imagem e do Som do Paraná (MIS- PR), abrirá ao público no dia 5 maio.


A mostra fotográfica “Dignidade: as meninas de São Tomé e Principe” conta com 10 retratos feitos por Marcelo Weiss em São Tomé e Principe, um país formado por um grupo de ilhas na costa Atlântica da África. As fotos são registros da comemoração do Dia das Crianças, celebrado em 1º de julho. A data tem significado especial no país: ir à escola é motivo de orgulho e há festas em todos os colégios. Na ocasião, as crianças recebem o novo uniforme e os cabelos das meninas se tornam verdadeiras obras de artes, com trançados feitos com todo capricho por suas mães.


Incentivado e orientado pelo avô, Mário Weiss, Marcelo começou a fotografar aos 11 anos. Ao longo de sua carreira, atuou como fotógrafo de moda, publicidades e marketing para grandes empresas e inúmeras campanhas. Usou do seu profundo conhecimento em fotografia analógica, processos e revelações para desenvolver técnicas próprias na fotografia digital. O contato com outras culturas e o interesse especial pelos povos africanos veio de suas viagens. Em Moçambique, Angola, Zimbábue e São Tomé e Príncipe, capturou imagens e trouxe uma visão ainda inexploradas aos olhos do espectador.


“Brazilian Way of Life: um visionário no interior do Brasil”, é uma exposição fotográfica composta por 19 imagens capturadas por Mario Alfredo Weiss e reveladas por meio de processo químico. Elas fazem parte do álbum com suas fotos preferidas que foi herdado pelo seu neto, Marcelo.


Os registros foram feitos entre 1940 e 1960, no nordeste brasileiro, interior de São Paulo e no Vale do Paraíba. As fotos são de pessoas e paisagens, cenas cotidianas, paisagens de roça, pescadores, artesãos, evidenciando a falta de condições com que viviam muitos brasileiros na época.


A fotografia tinha um papel especial na vida do Mario que adorava fotografar e filmar, passava parte do seu tempo realizando experimentos de iluminação e revelação. Ele passou todo o seu conhecimento para o neto.


Serviço:

A exposição está na Casa Holandesa, fica na ala museal da Vila Histórica. A construção simboliza a Era de Ouro da Holanda no período renascentista. A fachada e o interior da residência são representados pelos estilos, tradições, hábitos e costumes neerlandeses que aparecem em pinturas do famoso pintor Johannes Vermeer.


O ingresso para visitar o Parque Histórico e prestigiar a exposição é R$30 reais. Professores, estudantes e doadores de sangue pagam meia entrada, no valor de R$15 reais. essoas acima de 60 anos e crianças até 6 anos são isentas. Nas quartas e entre os dias 16 e 19 de maio a entrada é gratuita para todos.

Fotos: Divuçgação


Da Assessoria

Comments


bottom of page