• Redação

Palestra em colégio estadual retrata imigração no Paraná

A proposta da ação educativa “A imigração e a formação da identidade cultural no Paraná” é promover o conhecimento sobre a história regional através da imigração no Paraná

Palestra em colégio estadual retrata imigração no Paraná. Foto: Divulgação


A vinda de imigrantes para residir no estado paranaense é tema de duas palestras ministradas pelo jornalista Diego Antonelli nesta terça-feira, 07, a partir das 13h, no Colégio Estadual Senador Correia. A proposta da ação educativa “A imigração e a formação da identidade cultural no Paraná” é promover o conhecimento sobre a história regional através da imigração no Paraná, que foi tão presente e marcante que passou a ser elemento da identidade do estado.


O levantamento e a pesquisa da palestra são resultados da produção do livro “Vindas - memórias da imigração - Volume II”. “Contar essas histórias para as novas gerações é importante para criar uma relação de empatia com novos imigrantes que possam chegar na nossa região“, explica Antonelli, um dos autores das duas edições do livro e ministrante da oficina.


A palestra faz parte da do projeto “Vindas - memórias da imigração - Volume II”, da jornalista e escritora Alessandra Perrinchelli Bucholdz, aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo, patrocínio da Copel e Caminhos do Paraná e promoção da ABC Projetos Culturais. Esta é a segunda edição do projeto que tem como principal objetivo registrar as narrativas de imigrantes que vieram para o Brasil nas primeiras décadas do século passado com o objetivo de colonizar o estado paranaense.


O Paraná é um dos estados que mais recebeu historicamente imigrantes em seu território — são quase 30 etnias diferentes, o que justifica ser chamado de “xadrez cultural”. Os imigrantes deixaram seus países de origem para arriscar a construção de uma vida nova em um território completamente desconhecido por eles. “Para podermos entender a realidade atual é necessário conhecermos nosso passado. Quando abordamos a questão étnica junto aos estudantes, a ideia é exatamente mostrarmos a importância dos nossos antepassados neste contexto”, relata Antonelli.


Sobre o projeto

O projeto é aprovado pela Lei de Incentivo e prevê a publicação do livro “Vindas - memórias da imigração - Volume II”, o qual trata sobre a imigração no Paraná por meio de entrevistas de pessoas de seis diferentes etnias: alemão, italiano, ucraniano, polonês, árabe e espanhol. Os autores Alessandra Perrinchelli Bucholdz, Diego Antonelli e Jefferson Luiz Schneider Dittrich resgataram as memórias e histórias desses entrevistados, que, muitas vezes, estão com a idade mais avançada, e que fazem parte da construção da história e da identidade do Paraná.


O primeiro volume do livro foi publicado em 2018 e conta a história de sete etnias vindas da Alemanha, Holanda, Itália, Japão, Polônia, Rússia e Ucrânia. A ideia segundo volume II é dar continuidade ao trabalho de registrar as histórias dessas pessoas. O livro está em produção e a expectativa é de que o lançamento aconteça ainda em 2021.


Da Assessoria