• Redação

Oficina e exposição de haikais marcam evento da Academia de Letras

Gênero de poesia japonês, com apenas três versos, o haikai nada mais é do que “um instante do clic fotográfico”

Róbison Chagas vai apresentar o haikai e proporcionar condições de conhecimento, atualização e aprofundamento no referencial poético e teórico, com vistas à sensibilidade e ao prazer estético da poesia. Foto: Divulgação


“Ouvir, ler, sentir prazer e escrever haikais” coloca-se entre os principais objetivos da oficina de haikais um voo de libélula no espelho da lagoa, que será ministrada pelo escritor ponta-grossense Róbison Benedito Chagas, nos dias 9 e 11 próximos, no Auditório do Edifício Boulevard Center (Rua XV de Novembro, 512- Sobreloja), das 13h30 às 17h, numa promoção da Academia de Letras dos Campos Gerais (ALCG).


Para interessados da comunidade em geral, levando-se em consideração aquele ditado que “de poeta todo mundo tem um pouco”, Róbison Chagas vai apresentar o haikai e proporcionar condições de conhecimento, atualização e aprofundamento no referencial poético e teórico, com vistas à sensibilidade e ao prazer estético da poesia.


Gênero de poesia japonês, com apenas três versos, o haikai nada mais é do que “um instante do clic fotográfico”, segundo define Róbison Benedito Chagas, especialista em Língua Portuguesa e mestre em Literatura Brasileira – Textualidades Contemporâneas, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professor aposentado da UEPG, Róbison lembra que o haikai aborda, geralmente, temáticas como o cotidiano, natureza e sentimentos do ‘eu lírico’. “Essa oficina visa promover, através da audição, leitura, discussão e interpretação, a interação entre Literatura (poesia) e História como veiculadoras de inquietação e não-conformismo social”, adianta ele.


"Ruídos & Exposição"

Com diversos prêmios em concursos literários de poesias e contos pelo Brasil afora, Róbison Chagas já publicou seu próprio livro de haikais, intitulado Ruídos, lançado pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Culturais (Proex) da UEPG (2009), e mais As Outras Frangas, resultado de premiação em concurso de literatura infanto-juvenil pela Prefeitura Municipal de Ponta Grossa (2011). Ainda sobre a ‘Oficina de Haikais’, cujas inscrições e outras informações poderão ser obtidas pelo WhatsApp (42) 98814-7777, a Academia de Letras informa que haverá Exposição de Haikais ilustrados por Róbison Benedito Chagas, nos dias da promoção. Todos os participantes receberão certificados expedidos pela Academia.


“Estimular o leitor/escritor/professor à descoberta de suas potencialidades para a elaboração de sua própria maneira de efetivar a palavra poética em sua vida” também se destaca entre os objetivos da oficina de haikais um voo de libélula no espelho da lagoa, conforme ressalta Róbison. Para todos aqueles que pretendem participar, Chagas faz questão de convidar estudantes, professores e outros interessados a prestigiarem mais essa iniciativa da Academia de Letras dos Campos Gerais, que objetiva especialmente ‘reconhecer a importância das linguagens musical e poética para maior compreensão e apreensão da língua e da literatura como patrimônios representativos da cultura no desenvolvimento do conhecimento e da vida social.’


Da Assessoria