top of page
  • Foto do escritorRedação

Mostra no Museu Casa Alfredo Andersen promove experiência imersiva

A exposição apresenta uma instalação artística e histórica, que trará à tona o trabalho de diversos artistas naturalistas que produziram no Brasil desde o século XVIII

Exposição temática no Museu Casa Alfredo Andersen promove experiência imersiva no mundo das cavernas. Foto: Kraw Penas

O Museu Casa Alfredo Andersen abre nesta quinta-feira (22), às 16h, a exposição “Espeleo Arte Histórica”, programação da Espeleo Arte, braço artístico-cultural nas atividades do 37º Congresso Brasileiro de Espeleologia, evento que reúne os principais expoentes científicos das cavernas, que este ano está sendo sediado na capital paranaense.

A exposição apresenta uma instalação artística e histórica, que trará à tona o trabalho de diversos artistas naturalistas que produziram este tema no Brasil desde o século XVIII.


Proporcionando uma experiência sensorial, espeleológica e histórica, os visitantes poderão conhecer sobre a importância desses naturalistas, artistas e cientistas, que registraram as cavernas brasileiras, cada um à sua maneira e com a sua técnica, desde grafite até o nanquim.

Destacam-se na exposição artistas e naturalistas como Johann Moritz Rugendas, Theodoro Sampaio, Manuel de Araújo Porto-Alegre, Alexandre Rodrigues Ferreira, Hornbrook e, em especial, Peter Andreas Brandt e Peter Lund, considerado o precursor da paleontologia, arqueologia e espeleologia no Brasil.


Experiência Imersiva

Preservando a intersecção entre arte, história e ciência, Espeleo Arte Histórica foi organizada para proporcionar uma experiência imersiva aos visitantes, com informações detalhadas sobre os artistas, retratos artísticos feitos in loco, além de elementos que remetem à época em que esses naturalistas estavam ativos.


“Além de adquirir uma ‘pincelada’ de conhecimento histórico, o público vai se sensibilizar com as cavernas e compreender a riqueza natural que são esses ecossistemas que o Brasil possui e que são lares para descobertas pré-históricas que podem trazer respostas para a existência humana. As descobertas de Lund em cavernas de Minas Gerais, por exemplo, foram referências para as teorias de Darwin”, afirma Birgitte Tümmler, curadora e coordenadora do evento Espeleo Arte.


Em cartaz até 10 de agosto, a exposição promete tocar os visitantes por meio de instalações e experiências sensoriais que resgatam a sensação de estar em um ambiente de caverna, com luzes, sons e imagens que reproduzem a atmosfera natural de uma caverna real.


Parceiros

Espeleo Arte e o 37º Congresso Brasileiro de Espeleologia são uma promoção da Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE) e Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas (ICMBio/CeCav), com a organização de Grupo de Estudos Espeleológicos do Paraná (GEEP-Açungui) e Grupo Universitário de Pesquisas Espeleológicas (GUPE). Os apoiadores são Secretaria de Estado da Cultura, Fundação Cultural de Curitiba, Prefeitura de Curitiba, Turismo Curitiba, E-caves e Acampar.

Serviço:

“Espeleo Arte Histórica”

Abertura: 22 (quinta-feira, 16h

Encerramento: 10 de agosto

Funcionamento: terça a domingo, das 10h às 17h

Local Museu Casa Alfredo Andersen - Rua Mateus Leme, 336 – Curitiba - Paraná

Entrada franca


Por AEN

Comments


bottom of page