top of page
  • Foto do escritorRedação

MinC anuncia ao CPLP Audiovisual com aporte de 1 milhão de euros

A comitiva do Ministério da Cultura participou também da inauguração do Paginário CPLP

Ministério da Cultura anuncia retorno do Brasil ao CPLP Audiovisual com aporte de 1 milhão de euros. Foto: Filipe Araújo


Depois de seis anos sem contribuir, o Ministério da Cultura (MinC) anunciou a volta do Brasil ao Programa CPLP Audiovisual. Em visita à sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) nesta segunda-feira (24), a ministra da Cultura, Margareth Menezes, e a secretária de Audiovisual da pasta, Joelma Gonzaga, asseguraram o apoio financeiro de um milhão de euros para a terceira edição do projeto. Em seguida, a comitiva do MinC participou da inauguração do Paginário CPLP, no Largo do Correio-Mor, em Lisboa.


Em seu discurso, a ministra falou da honra de estar reconstruindo o Ministério da Cultura do Brasil dentro de um governo com a sensibilidade que o presidente Lula tem, além da felicidade de retomar as ações do audiovisual do país com Portugal e todos os países que compõem essa comunidade unida pela língua. “É um setor em franco desenvolvimento porque a nova geração tem no audiovisual o seu protagonismo. Então, é muito importante retomar esse contato, porque além de gerar ampliação e fortalecimento da nossa língua e da nossa relação, também gera trabalho, conhecimento, avanço social e emancipação para as pessoas do setor e dos países. Momento grandioso”, afirmou.


Reafirmando o compromisso do Brasil com o investimento no CPLP Audiovisual no mesmo valor aportado por Portugal, Joelma Gonzaga colocou a Secretaria de Audiovisual (SAV) à disposição para contribuir com a elaboração do plano de ação do Programa. Ela destacou a inserção de curtas-metragens que é muito importante para talentos que começam no audiovisual, quanto para talentos já consolidados. “Quem sabe daqui a um ou dois anos serão nossos curtas, produzidos a partir desse programa, brilhando pelo mundo inteiro”, disse. Outro ponto que a secretária ressaltou como significativo é pensar na contratação de distribuição dessas obras produzidas pelos países de língua portuguesa, para que tenham maior difusão no mundo inteiro.


Finalizando, Joelma Gonzaga propôs ainda a retomada de um acordo de cooperação para produção audiovisual multilateral, envolvendo todos os países da comunidade de língua portuguesa. “Queremos construir esse projeto e mais para frente lançar em algum país africano”, adiantou.


A ministra da Cultura foi recebida na sede da CPLP pelo secretário executivo Zacarias Albano da Costa; o embaixador Armindo Fernandes; o diretor-Geral da CPLP, João Ima-Panzo; o diretor de Ação Cultural e Língua Portuguesa; e o embaixador Gonçalo Mourão, assessor político-diplomático do SE-CPLP.


Integraram a comitiva do MinC nessa agenda o secretário de Formação, Livro e Leitura, Fabiano Piúba; o presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Marco Lucchesi; a presidenta da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Maria Marighella; e o diretor de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas, Jéferson Assunção.


CPLP Audiovisual

O Programa CPLP Audiovisual é uma iniciativa da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para promover a cooperação e o intercâmbio cultural no setor audiovisual. É financiado com base em aportes financeiros dos países membros da Comunidade, porém, nos últimos seis anos, o Brasil, tradicional apoiador do projeto, parou de contribuir.


O objetivo do programa é fortalecer a indústria audiovisual nos países de língua portuguesa, promover a produção, a distribuição e a difusão de conteúdos audiovisuais nacionais e regionais, bem como fomentar a formação e a capacitação de profissionais do setor. São realizadas diversas atividades, como festivais de cinema, oficinas de capacitação, coproduções cinematográficas e televisivas, além de incentivos financeiros para a produção e distribuição de conteúdos audiovisuais.


Paginário CPLP

Após visita à sede da CPLP, a ministra da Cultura e a comitiva da pasta participaram da inauguração do Paginário CPLP, projeto de intervenção urbana que homenageia as diversas expressões e manifestações da língua portuguesa por meio de um mural proposto pelo escritor, pesquisador e artista brasileiro, Leonardo Villa-Forte.


O mural exibe quase mil páginas de livros, selecionadas por 40 colaboradores de países de língua oficial portuguesa. A iniciativa de trazer o projeto para Lisboa é da Missão do Brasil junto à CPLP, em parceria com a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior, como parte das celebrações do Dia da Língua Portuguesa, comemorado em 5 de maio.


Numa combinação de arte visual, literatura e intervenção urbana, o Paginário estimula a liberdade, permitindo que o visitante crie seu próprio trajeto entre as páginas selecionadas. A diversidade de colaboradores garante uma seleção variada de obras de autores dos países da CPLP. São fragmentos de romances, contos, textos em prosa e em poesia, que fazem do Paginário uma experiência única de leitura.


Por Ministério da Cultura





Comentários


bottom of page