top of page
  • Redação

Mais de 650 pessoas assistem espetáculo dos Doutores Palhaços

Peça de final de ano marca retorno aos palcos da ONG que atua em hospitais de Ponta Grossa

Foram mais de 650 pessoas que prestigiaram a peça teatral ‘Tibúrcia no País das Maravilhas’. Foto: Victor Schinato/Lente Quente


Com a casa cheia, o elenco da Organização Não Governamental Doutores Palhaços – SOS Alegria, realizou seu espetáculo de fim de ano "Tibúrcia no País das Maravilhas", no último domingo (20). O retorno aos palcos depois de uma longa pausa devido a pandemia da covid-19 teve um sabor de gratidão pelo carinho do público presente.


Foram mais de 650 pessoas que prestigiaram a peça teatral ‘Tibúrcia no País das Maravilhas’. Com um público repleto de crianças, as brincadeiras e piadas contadas pelos palhaços, por inúmeras as vezes, fizeram com que os risos tomassem conta do Teatro Marista. “Para todo o elenco, o retorno aos palcos foi sensacional, pelo fato de vermos o carinho das pessoas pelo nosso trabalho, foi inesquecível. Em virtude da pandemia, nosso trabalho esteve na UTI, mas após um período de recuperação, volta à normalidade nos hospitais e agora nos palcos”, disse Micheli Vaz, coordenadora artística da ONG e protagonista do espetáculo.


O espetáculo teve na direção o ator Raul Figueiredo, de São Paulo, que também atuou com o elenco composto por voluntários da ONG. “É sempre uma satisfação fazer parte dos espetáculos da ONG SOS Alegria, pois vemos que o trabalho realizado por eles é feito sempre com muito amor e humanidade, mas principalmente com muito profissionalismo”, ressalta Figuiredo.


Bruno Madalozo, coordenador geral da ONG destaca o público presente, por meio do ingresso, auxiliou a instituição na continuidade do trabalho realizado nos hospitais. “Não é porque o trabalho é voluntário que não tem custos. A instituição conta com colaboradores, com investimentos constantes em capacitação artística para o elenco dos Doutores Palhaços. Devido a isso, contamos com o apoio da sociedade”, explica Madalozo.


O espetáculo teve o apoio do Colégio Marista Pio XII, Laertes Soares, da Polar Avenida, do Premium Hotel, Mini Kids Car e da Agência Ade.

Seleção para novos integrantes

Madalozo comenta que nos primeiros meses de 2023 a ONG vai realizar uma nova seleção para voluntários que quiserem fazer parte do elenco. “Costumamos fazer a seleção a cada dois anos, mas devido a pandemia, estamos há quatro anos sem contar com novos integrantes. Em breve divulgaremos o cronograma para a seleção”, adianta o coordenador.


Da Assessoria

bottom of page