top of page
  • Redação

MAC Paraná promove curadoria coletiva na mostra "Interferências"

Exposição concentra o trabalho de seis artistas brasileiros presentes no acervo do Museu, selecionados por um grupo de 12 curadores que estão imersos no dia a dia do MAC Paraná

Em iniciativa inédita, MAC Paraná promove curadoria coletiva na mostra Interferências - Pietrina Checcacci. Foto: Divulgação


A partir de segunda-feira (07), o público poderá conferir uma exposição que envolve ativamente toda a equipe do Museu de Arte Contemporânea do Paraná, em uma iniciativa inédita de curadoria coletiva. A mostra, chamada "Interferências", concentra o trabalho de seis artistas brasileiros presentes no acervo do Museu, selecionados por um grupo de 12 curadores que estão imersos no dia a dia do MAC Paraná.


O objetivo desse coletivo de curadores, formado por integrantes de diferentes setores do MAC, é colocar em destaque parte do acervo da instituição. Para a equipe, expor também é um ato de preservar as obras de arte, promovendo novas conexões e reflexões. A exposição ocupa a Sala Adalice Araújo, que fica no hall do edifício-sede da Superintendência-Geral da Cultura do Paraná, no Centro de Curitiba.


É possível visitar a Sala Adalice Araújo gratuitamente de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A mostra prossegue até 26 de fevereiro de 2023.


Especial

De acordo com a diretora do MAC Paraná, Carolina Loch, a exposição é um projeto inédito e muito especial para a instituição, pois mobilizou a equipe de forma ampla e profunda. "Os setores de Acervo, Educativo, Pesquisa e Administrativo trabalharam juntos nas últimas semanas para criarem uma exposição a partir daquilo que eles veem no dia a dia do museu", afirma.


A diretora reforça, ainda, que esse time curatorial, composto por quem mais conhece as particularidades da instituição, se dedicou a olhar o acervo através de uma perspectiva que buscava conceitos atualizados da arte contemporânea e como esses novos conceitos influenciam atualmente a identidade e a memória do MAC Paraná. "Esse processo resultou em uma exposição muito bonita e sensível", completa.


Artistas

Em "Interferências", as obras dos artistas Mazé Mendes, Pietrina Checcacci, Vilma Slomp, Elaine Tedesco, Marcio Prado, José Antonio de Lima dialogam com o espaço expositivo da Sala Adalice Araújo, em uma combinação de materialidades, sutilezas e, claro, de interferências materiais e subjetivas. Na mostra, há também referências à uma instalação da artista Lucia Koch. Um convite para observar diferentes perspectivas de pensar e fazer arte contemporânea nos mais de 50 anos do Museu.


Curadoria Coletiva

Fazem parte Ana Cavali, Carolina Loch, Cláudia Rejane Schavarinski Almeida Santos, Crislene Bueno de Carvalho Galdino, Gilmar Luiz Kaufmann Junior, Joanes Barauna, Lara Naomi Nagata Carazzai, Larissa de Almeida Corrêa, Lucia Venturin de Matos, Milena Carolina Ribeiro, Pedro de Carvalho e Thais Cristina Wroblewski. Produção e logística de Cirillo José Basso.


Serviço:

Exposição "Interferências"

Obras dos artistas contemporâneos Mazé Mendes, Pietrina Checcacci, Vilma Slomp, Elaine Tedesco, Marcio Prado, Lucia Koch, José Antonio de Lima (acervo MAC Paraná). Curadoria coletiva da equipe MAC Paraná

Abertura: segunda-feira, 07 de novembro, às 17h

Período expositivo: 8 de novembro de 2022 a 26 de fevereiro de 2023

Horário: de segunda à sexta, das 8h às 12h, e das 13h30 às 18h

Sala Adalice Araújo - Rua Ébano Pereira, 240, Centro - Curitiba

Entrada gratuita


Por AEN

bottom of page