• Redação

Livro retrata história da Castrolanda e imigrantes holandeses

Pioneiros da imigração fundaram uma associação que norteou a vinda de famílias para a região onde seria fundada a Cooperativa poucos meses depois

Pioneiros da imigração fundaram uma associação que norteou a vinda de famílias para a região onde seria fundada a Cooperativa poucos meses depois. Foto: Divulgação

história da Castrolanda se confunde com a da chegada de imigrantes holandeses em Castro, no ano de 1951. Ainda em solo europeu, os pioneiros da imigração fundaram uma associação que norteou a vinda de famílias para a região onde seria fundada a Cooperativa poucos meses depois.


Todas estas memórias são recordadas no livro ‘Castrolanda 70 anos: uma história de união, fé e cooperação’, do jornalista Edison Lemos, que foi lançado na noite dessa terça-feira (30), durante a festa de celebração do aniversário da Cooperativa. A proposta resgata a história de coragem e trabalho de quem fundou a Castrolanda, mas também mostra a dedicação daqueles que participaram de cada momento importante em sete décadas de cooperação.


O conteúdo do livro traz datas marcantes para a imigração holandesa e para a Castrolanda, divulgadas em uma linha do tempo com os principais acontecimentos de cada década. Foram mais de seis meses de pesquisa, busca por imagens, documentos históricos e relatos que retratam o tamanho e a importância da Cooperativa para o desenvolvimento da sociedade onde ela está inserida.


O trabalho de resgate histórico ainda detalha a lista de presidentes, unidades da Castrolanda, memórias de colaboradores, trabalho de intercooperação e muito mais, em um conteúdo repleto de imagens e informações.


Autor da obra, o jornalista Edison Lemos espera que ela sirva para reforçar os valores cooperativistas. “É um trabalho para levar às pessoas a importância da Castrolanda no cenário onde a Cooperativa está inserida. Ela surge de uma história magnífica de fé, trabalho e união, que impactou positivamente pessoas que sequer participam diretamente da rotina da Castrolanda”, conta.


Fonte: Comunicação Castrolanda