top of page
  • Hurlan Jesus

Instituto de Educação terá eleições na próxima semana

Confira as três chapas que estão concorrendo as eleições escolares

CulturAção traz as informações das três chapas que estão concorrendo as eleições escolares do Instituto de Educação. Foto: Divulgação

Na próxima segunda-feira (22) será realizado a consulta comunidade escolar (eleições) no Instituto de Educação. Houve duas tentativas de consulta a comunidade neste ano, no entanto, por falta de quórum a consulta não teve êxito. Neste mês de novembro é a terceira tentativa, e desta vez são três chapas concorrendo as eleições. Também além do quórum é necessário que tenha 40% do total de votos. Além do Instituto de Educação o Colégio General Osório também terá processo eleitoral para eleger e nova diretoria.


É através da eleição, que a vontade da comunidade escolar vai prevalecer, pois é uma escolha feita através do voto direto, representativo, por escolha uninominal ou, por listas tríplices ou plurinominais. Essa é a maneira que mais favorece o debate democrático na escola, o compromisso e a sensibilidade política por parte do diretor, além de permitir a cobrança e a co-responsabilidade de toda a comunidade escolar que participou do processo de escolha. De acordo com o Ministério da Educação - MEC (2005), tem sido a modalidade mais democrática já que o processo começa desde a eleição dos representantes do colégio eleitoral até a operacionalização.


Chapa 1: “Instituto da Educação, uma construção coletiva”

A chapa é encabeçada pela professora Joice Estacheski, e tem incluso as professoras Thaline Stelzner e Lindamar Galiotto além do professor Douglas Moreira. Ambos lutam por uma escola mais colaborativa. Professora Joice, conversou com o CulturAção e afirmou que sua gestão será a democracia, o diálogo e a construção de uma escola melhor. “Como trabalhadores que tiveram a oportunidade de constituir-se como sujeitos históricos por meio da educação pública, julgamos que é chegado o momento de somarmos esforços coletivos a fim de efetivarmos a gestão democrática no Instituto de Educação e, consequentemente, desenvolvermos ações em prol da garantia do acesso, permanência e sucesso escolar dos nossos alunos”, comenta a candidata.


Professora Joice também comentou dos objetivos da chapa para o Instituto, “Nossa responsabilidade permeia a socialização e apropriação crítica dos conhecimentos historicamente acumulados pela humanidade, função inerente à instituição escolar, de modo a promover a emancipação humana e a transformação social”, finaliza professora Joice.

Foto: Divulgação

Chapa 2: “Voando alto, com os pés no chão”

A chapa é composta pelas professoras Vilma Muler, Lúcia Eliete Maia e pelo professor José Ignácio. Segundo os professores, o objetivo da chapa é buscar a excelência nos três níveis de ensino (Fundamental, Médio e Profissionalizante).


A candidata a diretora pela chapa 2, Vilma Muler, comentou com o CulturAção, que seu objetivo de ser diretora do Instituto, começou quando ela cursava magistério em 1987, “A vontade surgiu em 1987 quando ainda estava fazendo o Curso de Magistério no Instituto de Educação. Tenho uma vasta experiência para desempenhar a função de diretora escolar, trabalhando em várias cidades do Paraná e sendo eleita diretora duas vezes no maior colégio em número de alunos da cidade de Ponta Grossa, o Colégio Elzira no Santa Paula”.


Segundo a professora Vilma, a proposta de gestão está dividida em eixos, “Nossa proposta está pautada em três eixos: Ciência, Arte e Esporte. Vamos desenvolver atividades extracurriculares, integrando toda Comunidade Escolar (Professores, funcionários, alunos e pais) e as instâncias colegiadas (Conselho Escolar, APMF e Grêmio Estudantil)”, relata a professora que espera desenvolver diversas atividades na escola.

Foto: Divulgação

Chapa 3: “Somos todos Instituto”

A chapa é composta pelas professoras Carmem e Inida Mara e pelo professor Josmar Fonseca. Professora Carmen, líder da chapa e candidata a diretora, conversou com o CulturAção e diz que o que move ser diretora da escola é o seu amor à educação e sua experiência, “Vários motivos me movem para essa candidatura, um dos principais é acreditar que como diretora, poderei utilizar das minhas experiências anteriores como chefe do núcleo, coordenadora, professora e também já diretora de escola, para ampliar oportunidades de ensino e aprendizagem no Instituto de Educação”.


Professora Carmem, também apontou os objetivos da chapa para o Instituto, “Acreditamos em uma educação mais humanizadora, inclusiva, dinâmica e criativa. Uma educação feita com e para a comunidade escolar. Nessa perspectiva já esboçamos projetos que envolvem o trabalho com: Arte, cultura, esportes, inclusão, família e escola, criatividade, empreendedorismo, simulados e projeto de vida”, finaliza Carmem.

Foto: Divulgação






bottom of page