• Redação

Grupo de PG desenvolve projeto que explora a educação musical

Projeto explora a educação musical e científica através do instrumento eletrônico mais antigo do mundo

Projeto explora a educação musical e científica através do instrumento eletrônico mais antigo do mundo. Foto: Divulgação

Buscando uma maior representatividade para temas como arte e a ciência, um grupo de Ponta Grossa está desenvolvendo o projeto “Theremin: música e eletrônica no ensino da arte-ciência”, que pretende produzir materiais duradouros e de qualidade a serem distribuídos para colégios públicos da região. O projeto teve incentivo do Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura (PROMIFIC), isto é, uma Lei de Incentivo que permite que empresas e pessoas revertam parte do IPTU para apoiar projetos culturais.


Bruno Fernando de Paula, responsável pelo projeto, conta que o projeto explora a história e ciência por trás do instrumento eletrônico mais antigo do mundo, o theremin. Segundo ele, estão sendo gerados três episódios de um podcast que contam de maneira dinâmica e interessante a vida do inventor do instrumento, Leon Theremin, que atuou como cientista, espião e musicista. Todo o conteúdo está inserido em temas geopolíticos, de maneira que pode ser usado por diversas disciplinas. Além disso também está sendo produzido um vídeo, onde ocorre a demonstração prática do instrumento, como deve ser usado, detalhes técnicos e eletrônicos, além da apresentação de algumas músicas. O material estará disponível em plataformas digitais, como o Youtube, para que possa ser acessado por todos que tiverem interesse.


No grupo também estão Gabriel Ramos de Lima, responsável pela assessoria de imprensa, captação e edição de imagens, e Lucas Andrey, responsável pela sonoplastia, edição de áudio e demais temas relacionados ao campo da música. Formado em música (licenciatura), Lucas comenta que o material é de grande importância para os professores do ensino médio e básico. “Esse material não só facilita que professores contextualizem a música em um cenário histórico e de inovação tecnológica, mas também facilita o entendimento de conceitos como ritmo e melodias. Além disso, este pode ser o pontapé inicial para que os alunos se interessem mais pelo campo da arte e da música, e isso é extremamente importante para a evolução da área”.


Segundo o grupo, o projeto está no momento final de edição e ajustes dos materiais de vídeo e áudio. Em seguida, o mesmo será encaminhado para vários diretores e professores de escolas estaduais da região. O material também será disponibilizado em plataformas digitais de áudio e vídeo, para o consumo livre de qualquer que tenha interesse. Os integrantes ressaltam a importância de leis de incentivo cultural, como PROMIFIC. “Não poderíamos deixar de agradecer a Fundação Municipal de Cultura, por todo o serviço prestado com relação ao PROMIFIC, e também aos nossos principais patrocinadores, o Grupo Mercado Móveis e o Colégio Sepam, que possibilitaram a realização desse projeto!” comenta Bruno.


SERVIÇO

Para todos que tiverem interesse em obter o material, basta entrar em contato através do número (42) 99134-2486 (Bruno Fernando).


Fonte: Assessoria