top of page
  • Foto do escritorHurlan Jesus

Exposição Celebra a Cultura Afro-Brasileira em Ponta Grossa

Atualizado: 9 de nov. de 2023

O público poderá visitar a exposição até o final do ano de 2023, nos horários de funcionamento do Ópera, incluindo manhã, tarde, noite, sábados, domingos e feriados, abertura acontece nesta segunda-feira (13)

Sirlene Paz é a responsável pela exposição "Bênçãos dos Deuses que Dançam...". Foto: Divulgação


Na próxima segunda-feira (13), acontece uma celebração artístico-cultural que destaca a rica herança da cultura afro-brasileira na cidade de Ponta Grossa. A exposição "Bênçãos dos Deuses que Dançam..." homenageia a ancestralidade e religiosidade dos povos escravizados que contribuíram para moldar a região muito antes de sua emancipação. Este evento promete oferecer uma visão única das festas da Religião Afro-Brasileira Candomblé, evidenciando sua importância na construção da identidade local.


A exposição será inaugurada oficialmente na Galeria de Artes do Hall do Cine-Teatro Ópera, no dia 13 de novembro, às 19 horas. O público poderá visitar a exposição até o final do ano de 2023, nos horários de funcionamento do Ópera, incluindo manhã, tarde, noite, sábados, domingos e feriados. Além disso, uma versão itinerante da exposição circulará por escolas e outros espaços que a receberem, e as obras também estarão disponíveis online na Galeria Virtual do portal da Secretaria Municipal de Cultura e no perfil do Instagram @Artes.pg.


A exposição, concebida por Sirlene Paz, destaca as festas do Candomblé, uma religião que tem raízes nas tradições religiosas Iorubá, Fon e Bantu da África Ocidental. Os Orixás do Candomblé, divindades que representam as forças da natureza e elementos específicos, desempenham um papel central nas festividades, que envolvem danças, cânticos, oferendas e rituais. Os praticantes buscam harmonia com essas forças espirituais e procuram orientação, proteção e bênçãos para suas vidas cotidianas.


A exposição também enfatiza a necessidade de reconhecer e valorizar a religiosidade afro-brasileira em Ponta Grossa, que muitas vezes foi silenciada em detrimento das crenças de origem branca. A cidade abriga quilombos, como a Colônia Sutil e Santa Cruz, reconhecidos como remanescentes de quilombo pela Fundação Cultural Palmares. Portanto, a exposição foi estrategicamente programada para coincidir com o Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. Essa data destaca a importância do culto aos orixás como parte essencial da identidade da cidade e do sangue dos ponta-grossenses.


A exposição "Bênçãos dos Deuses que Dançam..." retratam o Olùgbàjẹ - Banquete do Rei da Terra, uma das festividades sagradas dentro do Candomblé, dedicada a Orixás como Ọbalúwáiyé, Omolú, Nanã, Ossain, Iroko, Osumare e Yewa. Essa festa é uma celebração da saúde, fartura e prosperidade, além de ser uma expressão de gratidão pelas bênçãos divinas e uma busca por proteção contra doenças.


Dentro da estética da fotografia, a exposição proporciona aos visitantes uma imersão no universo das manifestações do Candomblé, com objetos, cores, adereços, comidas, músicas, indumentária e dança. "Bênçãos dos Deuses que Dançam..." pretende envolver e sensibilizar a sociedade, destacando a relevância da cultura afro-brasileira e sua contribuição para a história local, desvinculando-a do sincretismo religioso e reivindicando seu lugar de destaque.


O evento recebe apoio de diversas instituições, como o Gatil San Pietro, Paulo Noimann Studio de Beleza, Muldutelas Angebel e @Artes.pg, bem como da casa Ilé Ásé Alakétu Òsún Iponda e do Terreiro de Umbanda Caboclos da Lei. A exposição é uma demonstração do compromisso de Sirlene Paz em preservar e celebrar a cultura afro-brasileira e sua influência na identidade de Ponta Grossa.


Serviço:

Evento: Exposição "Bênçãos dos Deuses que Dançam..."

Data: Abertura em 13 de novembro de 2023 (segunda-feira)

Horário: A partir das 19 horas

Local: Galeria de Artes do Hall do Cine-Teatro Ópera

Endereço: Rua XV de Novembro, 468 - Centro, Ponta Grossa - PR

Foto: Divulgação


Comments


bottom of page