top of page
  • Redação

Estudantes são premiados na Olimpíada Ponta-grossense de Matemática

Reconhecimento serve de incentivo para os jovens

Estudantes do Colégio Elite são premiados na Olimpíada Ponta-grossense de Matemática. Foto: Divulgação



Considerada por alguns estudantes uma das disciplinas mais difíceis da trajetória escolar, a Matemática desperta, em outros, interesses que podem influenciar na hora da escolha da carreira profissional. A OPMAT (Olimpíada Ponta-grossense de Matemática, promovida pela UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa, através do DEMAT (Departamento de Matemática e Estatística, premiou os alunos vencedores da sua oitava edição. A competição visa estimular o estudo da Matemática e a participação dos alunos em olimpíadas, além de contribuir no processo de aprendizagem dos conteúdos cobrados na disciplina.


Dividida em duas fases - a primeira prova foi realizada em abril e a segunda em setembro - a Olimpíada contou com alunos a partir do 4º ano do Ensino Fundamental e de todo o Ensino Médio. A competição foi desmembrada em quatro grupos: o “nível Júnior” foi para alunos do 4° e 5º ano; no “nível 1”, competiram estudantes do 6º e 7º; no “nível 2”, jovens do 8º e 9º participaram da disputa. e, o “nível 3”, teve a concorrência de estudantes do Ensino Médio. Nas duas fases, os participantes dos diferentes níveis, tiverem que resolver questões de operações básicas, perímetro, expressões numéricas e sistemas de equações.


“É uma competição saudável que busca a participação de muitos estudantes e identifica jovens talentos. Devido a presença da Matemática no dia a dia e a importância dela em nossas vidas, mostra que nós professores, necessitamos diversificar metodologias e proporcionar aos educandos momentos prazerosos de aprendizagem e troca de experiências, desmistificando o senso comum de que a Matemática é difícil”, detalha Alisson Lima Emiliano, professor de Matemática do Elite Rede de Ensino. Nesta edição, treze alunos do colégio foram premiados.

Carlos Eduardo Reis e Lavínia da Silva, alunos do Colégio Elite de Ponta Grossa são destaques da Olimpíada Ponta-grossense de Matemática. Foto: Divulgação


Um dos destaques foi o jovem Carlos Eduardo Reis, de 12 anos, aluno do 7º ano do Ensino Fundamental no Elite. O estudante conquistou a medalha de ouro na categoria de “nível 1” e, para participar da competição, contou com a ajuda do projeto Polo Olímpico de Treinamento Intensivo, da UEPG. “Através de aulas semanais me preparei e aprendi muitas curiosidades sobre a matéria. Sempre gostei, pois tenho facilidade com os números, mas o que me incentivou mesmo foi uma medalha conquistada por minha irmã em uma olimpíada passada”. Para o aluno, competições desse tipo são importantes porque estimulam, desenvolvem conhecimentos e mostram a capacidade de resolver cálculos e questões de raciocínio lógico.


A aluna da 2ª série do Ensino Médio, Lavínia da Silva, de 17 anos, também do Elite, foi contemplada com a medalha de prata na categoria do “nível 3”. O prêmio serviu como incentivo, uma vez que a jovem pretende prestar vestibular para o curso de Matemática. “Acho as competições de qualquer matéria muito importantes, pois nos ajuda a focar nas disciplinas que temos mais afinidade. Fiquei muito feliz com o prêmio, pois estudei focada nas provas. Foi um esforço que valeu a pena, principalmente porque quem participa da competição é muito bom, então, vencer entre os melhores é gratificante”, salienta a estudante.


Da Assessoria

bottom of page