top of page
  • Foto do escritorHurlan Jesus

Escritora lança livro sobre praça da cidade de PG

Obra da professora e historiadora Nelci Aparecida Ruth será lançada na próxima quinta-feira (09) no shopping Palladium

Escritora, professora e historiadora Nelci Aparecida Ruth, lança livro sobre praça da cidade de Ponta Grossa. Foto: Divulgação



A historiadora, professora e escritora Nelci Aparecida Ruth, lança o livro “A Praça Marechal Floriano Peixoto, espaço de construção e preservação da memória da cidade de Ponta Grossa”. A obra faz parte da pesquisa desenvolvida pela historiadora, no Mestrado Profissional em Ensino de História compreendendo uma análise dos monumentos da Praça Marechal Floriano Peixoto. Lançamento acontece na Livraria Curitiba, no shopping Palladium na próxima quinta-feira (09) às 19 horas.


“A proposta deste trabalho foi norteada pelo desenvolvimento de estratégias de estudo da história local, relacionando-as com a Educação Patrimonial e os espaços de memória e dos monumentos localizados nesta Praça”, comenta a historiadora. Nelci Aparecida também busca com este trabalho, despertar nos alunos o interesse pelas questões locais, oportunizando aprendizagens significativas para subsidiar a compreensão da sua realidade sociocultural.


A autora é formada em Pedagogia e História, com especializações em Psicopedagogia e Metodologia do Ensino Religioso e Filosofia e Mestra em Ensino de História pelo Mestrado Profissional em Ensino de História, pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Lecionou na Rede Municipal de Ensino da cidade de Ponta Grossa e atualmente é professora de História da Rede Estadual do Paraná.


Sinopse

Muitos lugares que atualmente são denominados de praças, surgiram como largos ou adros, denominação atribuída no século XV, na sociedade ocidental. Os largos eram espaços públicos sem construções ou ajardinamentos e seu principal objetivo era o encontro de pessoas. No decorrer do tempo, a praça se torna um espaço urbano e público, que por seu simbolismo, congrega referências que remetem ao imaginário e ao real, são marcos arquitetônicos e muitas vezes são palcos para manifestações populares que conduzem para transformações históricas e culturais, sendo fundamental para a cidade e seus cidadãos. Dessa forma, como lugar diferenciado dos demais que constituem as cidades, elas podem ser analisadas sob vários aspectos: histórico, político, econômico, religioso. E a escola é o local privilegiado que propicia, através das interações sociais e da socialização de saberes, com suas normas e práticas, tais análises. Independente da realidade em que esteja inserida a escola, esta jamais será apenas um local para a transmissão de conhecimentos ou saberes sistematicamente organizados.

Foto: Divulgação

Comments


bottom of page