• Redação

Educadança retoma apresentações presenciais

Essa foi a primeira edição presencial do Educadança após o início da pandemiaCerca de 400 pessoas acompanharam presencialmente as apresentações

Educadança retoma apresentações presenciais e premia coreografias. Foto: Maurício Bolette

A 5ª edição do Festival Universitário de Dança (Educadança) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) foi realizado na noite da última quinta-feira (14). Como parte do projeto Dança na UEPG, do curso de Educação Física, o evento aconteceu no Ginásio de Esportes do Campus Uvaranas. Essa foi a primeira edição presencial do Educadança após o início da pandemia. Cerca de 400 pessoas acompanharam presencialmente as apresentações e mais de 500 espectadores assistiram pelo Youtube.


“O 5º Educadança foi muito esperado, com participação efetiva de alunos, bailarinos, professores e colaboradores em geral, unidos pela possibilidade de novamente estarmos presencialmente compartilhando o palco e socializando as produções artísticas realizadas no período de pandemia”, considera a coordenadora Silvia Regina Ribeiro. Pela primeira vez, o Educadança foi realizado no Campus Uvaranas e contou com o apoio de diversos órgãos da UEPG. O evento foi transmitido ao vivo e está disponível no Youtube.


A premiação foi uma somatória entre as notas dos jurados técnicos e o júri popular. A equipe de jurados, composta pela professora da UEPG, bailarina pré-profissional e instrutora, Marcelle Schoembaecler; pelo terapeuta ocupacional e bailarino profissional, Guilherme Tupich; pela bailarina de jazz dance Letícia Barszcz; e pela bailarina e professora de dança Adriane de Souza. Os jurados analisaram musicalidade, qualidade artística e técnica dos intérpretes, dinâmica coreográfica, originalidade do tema, figurino e cenário.


Na categoria das danças em grupo, a coreografia “Copa do Mundo de Futebol: união entre os povos”, do primeiro ano B do bacharelado em Educação Física da UEPG, foi premiada com o 1º lugar. Em 2º lugar, foi reconhecida a coreografia “Libertação da mulher: des-re-construção feminina”, do segundo ano NB da licenciatura em Educação Física da UEPG. Já em 3º lugar, foi premiada a coreografia “Feminicídio”, apresentada pelos estudantes do segundo ano NA da licenciatura em Educação Física da UEPG. O Educadança também destacou os bailarinos David Rodrigues e Tainara Lemes.


Para Ribeiro, as coreografias denotam a importância da arte para o momento de trocas e vivências da retomada pós-pandemia. “As temáticas coreográficas apresentadas neste 5ª Educadança muito chamaram a atenção pelas propostas e entrega dos alunos em todo o processo de produção artística na realização deste evento”, pensa. Durante o Educadança, também foram arrecadados chocolates, que serão destinados a 550 crianças da Escola Municipal Professora Dércia do Carmo Novinski e do Núcleo Pequenos Anjos.


A abertura do evento foi realizada pela Companhia Jovem de Dança UEPG, grupo composto por acadêmicos de cursos da Universidade e criado durante a pandemia. No Festival, competiram 4 coreografias dos estudantes de Educação Física e 12 grupos de danças das escolas parceiras do evento, como a Casa das Artes, Academia de Dança Pró-Arte, Escola de Dança Elevée, Escola de Dança Sagrada Família, Escola de Dança La Ballerina, Estúdio de Ginástica Rítmica Mariana De Martino e projeto Dança sem Limites da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.


Da Assessoria