top of page
  • Foto do escritorRedação

Educação de PG leva programa de dança,capoeira e judô para escolas

O programa está sendo iniciado em vinte escolas neste bimestre, com os instrutores já contratados pela SME

As atividades são no formato oficina, realizadas por instrutores que passaram por um processo de credenciamento público para oferta das modalidades diversificadas. Foto: Divulgação


A Prefeitura de Ponta Grossa está colocando em prática, em diversas escolas municipais, o “Projeto Educa PG – Infância em Movimento”, ofertando oficinas de Judô, Dança e Capoeira de maneira extracurricular, para os alunos das escolas mantidas pela Secretaria Municipal de Educação. O programa está sendo iniciado em vinte escolas neste bimestre, com os instrutores já contratados pela SME.


A secretária municipal de Educação, professora Simone Pereira Neves, conta que as aulas extracurriculares ampliam as oportunidades oferecidas pelo município e ajudam a desenvolver habilidades específicas que auxiliam no processo ensino aprendizagem, como a coordenação motora, lateralidade e noções espaciais, entre outras.


"Trata-se de um projeto que amplia e diversifica as atividades oferecidas em nossas escolas, ofertando um desenvolvimento extracurricular para os alunos envolvidos e dinamizando o nosso currículo. São atividades que contribuem para o desenvolvimento motor global do aluno e aprimora habilidades sociais, valores e também a disciplina, por meio do esporte e da expressão corporal", avalia Simone.


Aprendendo a dançar

Uma das unidades onde o projeto Educa PG – Infância em Movimento já foi iniciado é a Escola Municipal Ruth Holzmann Ribas, em Uvaranas. A professora Nathalia Rogoski, que já é licenciada em Educação Física e estuda agora o bacharelado, começou a ministrar as aulas nesta semana. “Eu vi como uma oportunidade, pois sempre quis trabalhar com a dança na escola. Achei bem legal, porque consegui conciliar o trabalho com a minha faculdade”. Com as turmas, seu trabalho será agora fazer aparecer e desenvolver o talento dos alunos das escolas públicas, mostrando diversos ritmos e estilos.


Aulas extracurriculares

As atividades são no formato oficina, realizadas por instrutores que passaram por um processo de credenciamento público para oferta das modalidades diversificadas, comprovando atuação e experiência na atividade esportiva e de cultura corporal a ser desenvolvida, conforme as necessidades da SME. O credenciamento dos oficineiros para prestação de serviços no projeto escolar foi realizado em 2022, aberto a toda a comunidade. As aulas são destinadas para alunos do 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental (até 10 anos) e realizadas nas escolas em tempo integral, nos horários disponibilizados pelas unidades, de acordo com a demanda de cada escola.


Da Assessoria

Comments


bottom of page