• Redação

Doutores Palhaços participam de reunião no H.C. Bom Jesus

Palestra destacou a importância da arte e riso como terapia nos ambientes de saúde

Doutores Palhaços atuam no HBJ desde 2011 e já atenderam 50 mil pessoas Foto: Divulgação

Na última semana, a Organização Não Governamental Doutores Palhaços participou de uma reunião de colegiado do Hospital do Coração Bom Jesus. A equipe fez uma apresentação para os colaboradores sobre o papel do palhaço na história da humanidade e como se encaixa em um contexto hospitalar.


A coordenadora artística da ONG, Micheli Vaz, também conhecida como doutora Tibúrcia, comenta que o evento para o colegiado do Hospital, contou com uma 'Palhestra', que abordou a história do palhaço, como também como o palhaço entrou no ambiente hospitalar. “Falamos sobre toda a base do nosso trabalho, e porque ele é executado dentro do ambiente hospitalar no mundo todo”, disse.


“O objetivo da palhestra visava também a compreensão por parte dos colaboradores, para que compreendessem o nosso trabalho e como que se desenvolve em cada etapa, cada passo como a gente está preparado para atuar junto com as equipes, dentro do ambiente hospitalar”, falou Micheli, ressaltando todo o preparo, da parte artística, todo o processo de profissionalização que acontece antes do palhaço ser inserido no hospital para executar um trabalho que leve alegria ao paciente, ao acompanhante e aos colaboradores da instituição de saúde, porém, com todo o respeito necessário para auxiliar no reestabelecimento do bem-estar do atendido, sendo por fim, uma terapia através do riso.


Os Doutores Palhaços atuam no Hospital do Coração Bom Jesus desde 2011, e já atenderam 50 mil pessoas. Desde o início da pandemia, a ONG suspendeu as intervenções com o intuito de auxiliar no trabalho da instituição de saúde, na redução de pessoas no ambiente, como também para evitar a contaminação no elenco. Para a coordenadora, este é o primeiro passo para o trabalho realizado no local retornar, o mais breve possível. “Esta interação com os responsáveis pelo funcionamento do Hospital do Coração Bom Jesus é importante para que eles entendam a importância da risoterapia para os pacientes, como também como alento dos acompanhantes. Além disso, para os próprios colaboradores que trabalham sob pressão no dia a dia do hospital”, finaliza Micheli.


As intervenções dos Doutores Palhaços SOS Alegria nos espaços de saúde fazem parte do Projeto Doses de Sorriso 1ª Edição, que foi aprovado pela Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo, através da Lei Rouanet, com o PRONAC 182738 e com o apoio da Agrocete Indústria de Fertilizantes Ltda. e do Banco Paccar S/A.


Da Assessoria